7ª Arte,  Secções

Um 2015 com muito para mostrar

Setembro é sinónimo de regresso ao trabalho e fim de férias. Entramos num contra-relógio, a nossa agenda acumula trabalhos, datas de frequências, começamos a ver o nosso tempo livre escassear. No entanto, apesar das limitações causadas pelo novo semestre de trabalho, para um amante da sétima arte, como eu, há sempre um espacinho de duas horas que permite desfrutar de um filme. Deixo-vos uma pequena antevisão que elaborei relativamente a algumas estreias que chegarão às salas de cinema até ao final do ano e que me parece interessante partilhar, deixando a sugestão das suas visualizações.

Começo com “Sicario”, thriller criminal realizado por Denis Villeneuve e protagonizado por Emily Blunt, Josh Brolin e Benicio del Toro, que conta a história de uma agente do FBI (Blunt) que é recrutada por um oficial do governo americano (Brolin) para ajudar numa missão na guerra contra as drogas junto à fronteira mexicana, liderada por um enigmático e rude consultor (del Toro). Com estreia marcada em Portugal para muito breve, “Sicario” recebeu críticas muito positivas aquando da sua exibição exclusiva no Festival de Cannes no passado mês de Maio e afigura-se, provavelmente, como um dos candidatos a uma nomeação para um Prémio da Academia, o que faz com que seja um filme cuja visualização é recomendada.

Outra produção que parece bastante prometedora é da autoria do realizador de Blade Runner, Sir Ridley Scott: a ficção científica “The Martian – Perdido em Marte”, baseada no livro do mesmo nome escrito por Andy Weir. Matt Damon dá vida a Mark Watney, um astronauta que embarca numa missão mal sucedida até Marte, onde é deixado para trás pela sua equipa, tendo de enfrentar o desafio de sobreviver às condições adversas enquanto sinaliza a sua presença no Planeta Vermelho ao quartel general da NASA, na Terra. O filme teve a sua grande estreia no Toronto International Film Festival no início do mês, onde recebeu críticas positivas pela sua entusiasmante narrativa, e chega às salas portuguesas a 1 de Outubro.

Passando aos filmes biográficos, Danny Boyle realiza “Steve Jobs”, que, tal como o nome indica, centrar-se-á na história da vida de um dos co-fundadores da mais icónica empresa do mundo, a Apple. Michael Fassbender assume o papel de Jobs, enquanto Seth Rogen será Steve Wozniak, outro dos co-fundadores. O papel de Rogen é o que me desperta maior curiosidade, visto o seu nome estar associado a grandes filmes de comédia (Knocked Up, Superbad, This is the End,…). Terá o actor canadiano capacidade de assumir um papel mais sério onde incorpora uma personagem real, mostrando uma face mais versátil até agora desconhecida? Para já, na estreia no Telluride Film Festival, as críticas têm sido geralmente positivas, quer para os protagonistas, quer para a narrativa em geral. Veremos se será merecedor de uma ou mais nomeações para os Óscars (o painel da Academia costuma ter preferência por este tipo de filmes).

Seguindo na senda de filmes predilectos da Academia, temos “Bridge of Spies – A Ponte dos Espiões”, mais um filme biográfico que retrata a história verídica do advogado James B. Donovan, interpretado por Tom Hanks, na tentativa de resgatar o piloto Francis Gary Powers (Austin Stowell), retido na União Soviética em plena Guerra Fria. Juntando ainda Mark Rylance, Amy Ryan e Alan Alda ao elenco, com realização de Steven Spielberg e argumento dos irmãos Ethan e Joel Cohen, tem tudo para ser um excelente filme desde o início ao fim e que muito provavelmente terá o seu nome incluído em diversas categorias dos Prémios da Academia (há quem já antecipe que Tom Hanks voltará a surgir entre os nomeados para melhor actor!).

Deixo para o fim desta lista o que mais me entusiasma – “Spectre”, o 24º filme de James Bond, que deverá encher as salas portuguesas a partir de Novembro. Daniel Craig regressa ao papel do Agente 007, que irá enfrentar ameaças de uma organização secreta e de um inimigo do passado, isto enquanto tenta proteger a filha de um prisioneiro fugitivo do MI6. Para dar vida ao que será mais uma épica aventura de espionagem e acção, Ralph Fiennes, Christoph Waltz, Lea Seydoux e Monica Bellucci juntam-se ao ator britânico, formando novamente um elenco de luxo, onde se inclui mais um grandioso Bond villain (Waltz) e a mais velha Bond Girl (Bellucci). Já comecei a contar os dias para a sua estreia!

Para terminar esta antevisão quero ainda destacar alguns filmes que irão estrear perto do término do ano e que merecem lugar nesta lista. Começando pela animação, temos “Peanuts – The Movie”, que marca o 65º aniversário da banda desenhada criada por Charles M. Schulz sobre as aventuras de Charlie Brown, Snoopy, entre outros, e cuja estreia está marcada para Novembro, nos EUA. Seguidamente, e porque nunca é demais relembrar, temos o regresso de “Star Wars”, com “The Force Awakens”, que irá certamente estar no topo das bilheteiras no final do ano. A estreia está prevista para meados de Dezembro. É igualmente durante as celebrações natalícias que estreiam “The Revenant”, um Western realizado por Alejandro Iñárritu e protagonizado por Leonardo di Caprio (será desta que leva um Óscar para casa?), e “The Hateful Eight”, o oitavo filme de Quentin Tarantino, que volta a ter a colaboração de Samuel L. Jackson, Michael Madsen, Tim Roth e Walton Goggins, a quem se juntam Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Demián Bichir e Bruce Dern.

Nem todos os filmes nesta lista podem vir a ser considerados “grandes”, mas uma coisa é certa – o último trimestre do ano, como tem sido habitual, traz-nos um lote de filmes imperdíveis que merecem ser vistos durante uma tão necessária pausa durante as semanas de trabalho que se avizinham. Votos de uma boa sessão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *