Desporto

As grandes dúvidas daqui em diante no modelo de jogo da Seleção

A convocatória de Fernando Santos para o arranque da qualificação para o Mundial trouxe duas novidades: Nuno Mendes e João Palhinha. Isto coloca dúvidas nalgumas posições, mas há dúvidas que já ficaram no ar depois da derrota com a França na penúltima jornada da fase de grupos da Liga das Nações (Portugal 0-1 França, 14-11-2020), que ditou que fossem os gauleses e não a turma lusitana a seguir para a final-four da competição.

William Carvalho passou de titular na seleção, ao lado de Danilo, nesse jogo decisivo com a França, para nem sequer ser convocado desta vez. Estará Fernando Santos a pensar juntar outro médio ao lado de Danilo? Palhinha ou Rúben Neves? Ou um jogador que se solte mais, como Sérgio Oliveira?

William Carvalho não é titular no Bétis e perde agora espaço também na Seleção. Fonte: A Bola

Nesse jogo decisivo com a França, vimos Bernardo Silva vir buscar muitas vezes a bola atrás. Esta é uma tentativa de o usar nas funções que desempenha no Manchester City? Ou Bernardo veio buscar a bola muitas vezes atrás por incapacidade da Seleção em levar jogo para a frente? 

Bernardo Silva já atuou várias vezes esta temporada praticamente como segundo médio no Manchester City de Pep Guardiola. Fonte: Transfermarkt

E que papel terá Renato Sanches daqui em diante neste meio campo? Vai ser titular contra determinados adversários para transportar a bola em velocidade e romper um jogo mais padronizado, ou vai ser uma alternativa para agitar o meio campo mas partindo do banco? 

Outra dúvida é perceber como encaixar João Félix nesta seleção. Já se percebeu que o jogador precisa do corredor central e que se sente mais desconfortável na ala. Mas haverá espaço para o encaixar no meio? Tudo depende do modelo que Fernando Santos escolher. 

A última grande questão é perceber se jogar com um avançado de raiz, André Silva, vai ser prioridade para o selecionador. Por norma, Cristiano Ronaldo beneficia de jogar com um ponta de lança de raiz. Será que o momento de forma de André Silva vai consolidar a sua posição na Seleção? 

21 golos em 24 jogos para André Silva na Bundesliga. Fonte: Transfermarkt

A equipa portuguesa tem sido vencedora nos últimos anos, mas estamos perante um momento em que é importante definir um modelo de jogo. A derrota com a França foi exemplo de alguma indefinição que é preciso contornar. 

Artigo revisto por Lurdes Pereira

Avatar

É amante do futebol e da paixão pelo desporto desde muito cedo. Tem enorme brio naquilo que faz, no conhecimento que procura sobre esta área. Sonha ser jornalista desportivo e marcar pela diferença, por trazer o futebol jogado para a discussão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *