Atualidade,  Informação

Retomou em Portugal, na passada segunda-feira, a administração da vacina AstraZeneca contra a covid-19

Uma semana depois da sua suspensão, a vacina AstraZeneca volta a ser administrada em Portugal. Nos arquipélagos da Madeira e dos Açores, a retoma da administração iniciou-se mais cedo, nos dias 13 e 14 de março, respetivamente.

SIC NOTICIAS/DADO RUVIC

No dia 15 de março, a DGS e o Infarmed anunciaram a suspensão da utilização da vacina AstraZeneca, após relatos de casos graves de coágulos sanguíneos em pessoas a quem fora administrada a vacina. Mais tarde, a 18 de março, as autoridades sanitárias portuguesas tomaram a decisão contrária. Segundo o coordenador da task force para a vacinação contra a Covid-19, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, “o plano de vacinação sofreu uma pausa no que concerne à vacina da AstraZeneca e vai ser posto em marcha outra vez a partir de segunda-feira”.

Vamos retomar o plano, acelerando-o e recuperando o atraso destes quatro ou cinco dias parados sem vacinação da AstraZeneca.

Referiu, numa conferência de imprensa onde também estiveram presentes Rui Ivo, Presidente do Infarmed, e Graça Freitas, Diretora-Geral da Saúde.

TSF/Lusa

Portugal não foi o único nem o primeiro país a tomar a decisão de suspensão desta vacina – países como Espanha, Itália, Alemanha, França, Noruega, Suécia, Áustria, Estónia, Luxemburgo e Dinamarca, por exemplo, já tinham decidido o mesmo. 

Apesar de se falar de uma eventual decisão de passar quem recusar a vacina AstraZeneca para o final da lista, ainda nada foi afirmado. A SPP (Sociedade Portuguesa de Pneumologia) manifestou-se contra qualquer medida de coação. Segundo a Sociedade Portuguesa de Pneumologia, a suspensão da administração desta vacina foi uma decisão precipitada de alguns Estados e as dúvidas da população têm de ser entendidas, depois de um processo em que foram colocadas questões de segurança. 

Portugal recebeu cerca de 400 mil doses da vacina da AstraZeneca, das quais 230 mil já foram administradas. Nesta última semana, mais 120 mil doses estavam agendadas e prontas a ser administradas, tendo ficado 100 mil armazenadas. 

Artigo revisto por Ana Rita Sebastião

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *