Informação

Associação Académica de Coimbra recusa almoçar com Primeiro-Ministro

A Associação Académica de Coimbra (AAC) recusou o convite para almoçar com o Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, no Dia do Estudante, que se assinala hoje.

11092718_882663325109376_1919773254_n

O Presidente da AAC, Bruno Matias, frisou à Agência Lusa que “o Dia do Estudante deve ser celebrado com os estudantes, unidos, a reivindicar por melhores condições e por um ensino superior com mais qualidade”. Para o Presidente da AAC a presença na rua neste dia “é mais importante do que almoços com o Primeiro-Ministro”, onde não deverá haver resultados políticos ou uma “discussão profunda” sobre o ensino superior português. “Os problemas não se resolvem em almoços”, indicou o dirigente estudantil, considerando o convite “deselegante”.

Em relação à presença no almoço da maioria das associações de estudantes, Bruno Matias referiu que a AAC “tem uma visão diferente do restante movimento associativo”.
O Presidente da AAC relembrou também que a associação de estudantes tinha já convidado o Governo a estar presente hoje, no Dia do Estudante, em Coimbra, para conhecer “as dificuldades dos estudantes”, tendo esse mesmo convite sido recusado. Bruno Matias considerou que “era expectável”, e criticou a atitude “cobarde” do Governo de se recusar a conhecer os problemas dos estudantes.

Hoje, a AAC vai então promover um cordão humano com os estudantes com as mãos e os pés atados em protesto contra os cortes no ensino superior, após uma arruada do Largo Dom Dinis ao edifício da associação académica. A manifestação tem como objetivo mostrar “solidariedade” para com aqueles que abandonaram o ensino superior, sendo que a AAC quer “trabalhar para que mais nenhum volte a abandonar e para que os outros voltem” a estudar.

Avatar

Ricardo Farinha frequenta o curso de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Há já alguns anos que se deixou encantar pela Informação e Comunicação. Além de estar noutros núcleos escsianos, está envolvido em vários projetos jornalísticos, sobretudo na área da música.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *