• Opinião

    Dia da Europa: Como Garantir a Solidariedade no Pós-Pandemia

    Hoje, no Dia da Europa, celebra-se a união dos países europeus e assinala-se o septuagésimo-primeiro aniversário da Declaração Schuman, proferida pelo ministro francês dos Negócios Estrangeiros a 9 de Maio de 1950. Esta propôs a criação da Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA), atualmente considerada o berço da União Europeia. De entre os valores centrais da organização supranacional, encontramos a liberdade, a justiça e a solidariedade. Nas mais recentes discussões políticas, o apelo à solidariedade é um padrão recorrente. Face aos desafios contemporâneos, o princípio fundador é relembrado, mas nem sempre traduzido em ação concreta.  As consequências socioeconómicas da pandemia do coronavírus expuseram as vulnerabilidades da UE. Examinando…

  • Opinião

    Os 35 Anos de Chernobyl e o Incontestável Preço da Energia Nuclear

    É indevido falar-se de desastres sem mencionar o de Chernobyl. Em memória do maior acidente nuclear da História, e em homenagem a todas as vítimas que perderam a vida durante o mesmo, assinala-se hoje o Dia Internacional de Lembrança de Chernobyl e o seu trigésimo quinto aniversário.  A Usina de Chernobyl, localizada na Ucrânia, na fronteira com a Bielorrússia, foi construída pela União Soviética na década de 1970. A 26 de Abril de 1986, os habitantes da cidade de Pripyat – a mais próxima da central nuclear, atualmente designada como cidade fantasma – observaram uma explosão de grande importância.  A origem do desastreA explosão ocorreu ao nível do núcleo do…

  • 7ª Arte

    Mank: Uma alusão à sedução

    Mank (2020) é uma das estrelas dos Óscares. É um filme biográfico e dramático, da autoria de David Fincher, que retrata a vida de Orson Welles em torno da produção do seu filme Citizen Kane (1941), na Era de Ouro do Cinema Americano.  O cenário a preto e branco aponta para uma monocromia sedutora que retrata não só um passado comemorado, como também o potencial do minimalismo estético. Esse apresenta-se ao longo da obra cinematográfica como um dos fatores que complementam a excelente atuação das personagens principais.  A origem da história  Por ser uma homenagem à ideia original do seu pai, Jack Fincher, o cineasta afirma que o projeto foi o…

  • Grande Entrevista e Reportagem

    Eleições Autárquicas de 2021 – Entrevista a Bernardo Blanco: “Em Portugal, acontece-nos com frequência: nós desperdiçamos os ciclos bons, e estamos sempre aflitos quando chegam os ciclos maus.”

    Sob o sol ardente da capital portuguesa, a desistência do candidato Miguel Quintas das eleições autárquicas surgiu inesperadamente, na terça-feira, dia 9 de março. O ex-cabeça de lista da Iniciativa Liberal à Câmara Municipal de Lisboa retirou-se por motivos pessoais, e o fundador Bruno Horta Soares irá substituí-lo.  Face à promessa da breve emergência de uma solução alternativa, é essencial averiguar o pensamento liberal. Este mês, essa oportunidade surgiu na conversa com um dos membros da Comissão Executiva do partido político. Bernardo Blanco ocupa o terceiro lugar na lista dos liberais à Câmara. Nasceu em Torres Vedras a 19 de novembro de 1995 e vive em Lisboa. É licenciado pela…

  • Opinião

    O Efeito Colateral da COVID-19: O Abandono da Cultura

    Quando o cidadão é sujeito a restrições pandémicas que prejudicam a sua saúde mental, é crucial reafirmar a importância da Cultura no seu desenvolvimento. A Cultura é o elemento essencial na construção da identidade individual e coletiva e permite a afirmação de elementos de distinção, ou seja, de características que diferem uma comunidade da outra. Os costumes, os hábitos, os valores e o gosto musical e gastronómico são exemplos associados à raiz cultural de uma sociedade. Um indivíduo que não segue as suas raízes perde-se no meio da multidão, porque se distancia do seu sentido de vida. A construção de uma cultura está repleta de símbolos e de significados que…

  • 7ª Arte

    O melhor da Sétima Arte nacional

    Desde a projeção dos primeiros filmes portugueses dirigidos por Aurélio Paz dos Reis em 1886, o cinema português foi alvo de críticas negativas. Atualmente, há cineastas que são reconhecidos internacionalmente, tal como Manoel de Oliveira (1908-2015), premiado com o Leão da Honra do Festival de Veneza, sendo a nível mundial o realizador cuja carreira foi a mais longa da história da cinematografia. De modo a lembrar o potencial da sétima arte nacional, sugerimos quatro obras cinematográficas produzidas no país do sul da Europa onde se comemora a História, a cultura e a tradição. Os Maias: Cenas da Vida Romântica (2014), de João Botelho A longa-metragem dramática e romântica de João…

  • 7ª Arte

    Quatro filmes para vos fazerem companhia no Dia de São Valentim

    Atualmente, o romance está morto. Pelo menos, é o que os nossos avós nos dizem, contemplando as antigas cartas de amor trocadas na época em que o matrimónio não era prejudicado por likes nas redes sociais. As relações de hoje são superficiais, porque a sociedade prefere reprimir as suas emoções a enfrentar o medo da deceção amorosa. A preocupação em parecer desesperado omite as nossas demonstrações de afeto e de desejo pelo nosso parceiro. Nós preferimos baixar as expetativas a admitir que merecemos mais do que aquilo que o romance moderno oferece. O dia mais romântico do ano, que muitos consideram ser o dia de São Valentim, vem contrariar essa…

  • 7ª Arte

    Volition: Visão e Imprevisão

    “Eles dizem que, quando você morre, toda a sua vida passa diante dos seus olhos. Eu gostaria de que fosse tão simples”, afirma James, protagonista clarividente, ao som da tempestade, no início da narração da sua história. Volition (2019) é um drama de ficção científica que envolve o protagonista visionário numa luta contra o tempo. Afligido pela visão do seu assassinato, deseja controlar o rumo natural dos acontecimentos futuros. As inúmeras críticas negativas que o roteirista Tony Dean Smith recebeu inicialmente baseiam-se na caracterização da trama como sendo ávida, pobre em suspense ou até pouco original. Todavia, o filme cujo título significa vontade – de ser dono do seu próprio…

  • Opinião

    Ambição: a Bem ou a Mal?

    “Para uns, a ambição está na origem de todas as conquistas humanas; para outros, a ambição é a causa de muitos dos problemas da humanidade.” Será que a ambição tem o seu lugar numa sociedade progressista? Hoje em dia, a ambição é censurada por estar na origem de certos defeitos humanos, tal como o materialismo e a pretensão. Acredita-se que o desejo desmedido pelo sucesso e pela fortuna conduz o Homem à teimosia. Todavia, a sua ausência impede-o de adquirir os materiais necessários para o avanço social, económico e tecnológico.  A dúvida sobre a qualificação da ambição como qualidade ou defeito surgiu do desejo comum, numa sociedade capitalista, de ambicionar…

  • 7ª Arte

    James Wan: O melhor do pior

    Assim como Christopher Nolan é a cara do suspense psicológico, James Wan é a face do terror de hoje em dia. As suas obras cinematográficas revolucionaram um género anteriormente julgado como morto no mundo contemporâneo. Nascido no dia 27 de Fevereiro de 1977, Wan é um diretor de cinema de nacionalidade malaia. Através da sua arte, conseguiu silenciar a ideia de que o terror mais assustador já tinha sido apresentado ao público. No meio de tantas histórias sanguíneas sem substância do século XXI, The Conjuring (2013), conhecido em português como Invocação do Mal, destacou-se. O seu filme acompanha Ed e Lorraine Warren, um casal de investigadores paranormais, na visita à…