Media

Este é o Futuro (segundo “Black Mirror”)

Mas, afinal, o que é o Black Mirror? Em “Black Mirror”, cada episódio retrata uma nova história completamente diferente da anterior, com diferentes personagens. O único aspeto que se mantém é a análise da sociedade atual, através de sátiras e de cenários assustadores que tentam prever qual o futuro com as novas tecnologias.

Um dos episódios que melhor ilustra o universo de “Black Mirror” chama-se “Em queda livre” – o primeiro episódio da terceira temporada.

A história tem como protagonista Lacie, que vive com o seu irmão, Ryan, num bairro suburbano. Neste mundo, as pessoas podem avaliar-se em tempo real numa aplicação, com uma cotação que varia entre 1 e 5 estrelas. Esta pontuação é pública e dita o modo como todos vivem e interagem uns com os outros.

“Em queda livre” é tudo em cores pastel para, deste modo, representar a falsa fantasia, como um filtro do Instagram. Simboliza a felicidade, mas também a ingenuidade. E uma das poucas personagens que não usa essas cores é Ryan, por não se conformar com a pontuação da aplicação.

O sonho de Lacie já está planeado. Vai-se mudar para um luxuoso condomínio em Pelican Cove, conhecer o amor da sua vida e ter uma pontuação perfeita. Porém, esta não tem recursos para comprar a casa até que a agente imobiliária sugere que esta teria desconto de 20% se tivesse uma avaliação mínima de 4.5.

Na tela grande, Naomi. Na tela pequena, Lacie. Fonte: Imgur

Lacie costumava observar atentamente todos os movimentos nas redes sociais da sua melhor amiga de infância, Naomi. Esta representava tudo o que ela sempre desejou e tinha uma pontuação de 4.8.

Tudo muda quando Naomi decide ligar a Lacie e a convida para ser madrinha do seu casamento. E ela fica entusiasmada, pois vê neste evento uma oportunidade de subir a sua pontuação, uma vez que estarão presentes altos membros da sociedade.

Ryan, o seu irmão, opõe-se à reunião das duas melhores amigas de infância, pois Naomi envolve-se com o namorado de Lacie. Para além disso, considera também que esta foi a impulsionadora do distúrbio alimentar da irmã.

Apesar dos conselhos do irmão, Lacie decide ir ao casamento da sua melhor amiga de infância, o que resulta num episódio bastante complexo que critica, de forma mascarada, diversos assuntos atuais – como as redes sociais, as diferenças económicas e os distúrbios alimentares.

Estes temas serão analisados a seguir, com alerta para os spoilers.

Fonte: Decider

Resumindo o episódio: Lacie acaba por perder a sua pontuação, apanha boleia de uma motorista, Susan –  que vive longe da sociedade – , invade o casamento da melhor amiga e tem um esgotamento durante o discurso, o que resulta na sua detenção.

Existem diversos simbolismos escondidos e estes são alguns deles.

O próprio nome, “Em queda livre”, representa as pequenas séries de eventos, ou efeito borboleta, que sucederam até Lacie ter sido presa.

Redes sociais

O sistema de pontuações é inspirado nas redes sociais Instagram e Facebook e usa o método de avaliação de um Uber.

Ao longo do episódio, tanto Lacie como Naomi aparecem diversas vezes a fazer exercício, o que simboliza a pressão de terem um corpo perfeito para as redes sociais.

Quando as antigas melhores amigas falavam por videochamada, Naomi aparecia sempre em poses iguais às das suas fotos nas redes sociais, o que demonstrava que as suas verdadeiras ações eram falsas e teatrais.

Lacie diz a Susan que só estará contente quando alcançar a pontuação que deseja – uma comparação às redes sociais nas quais os indivíduos acham que só serão felizes com um certo número de gostos ou de seguidores. Isto é algo que se revela falso devido à insatisfação de Naomi, que possui mais pontuação e bens do que Lacie deseja.

As cores pastel representam também um filtro das redes sociais e são utilizadas para mostrar o quão artificial e materialista é a sociedade.

Distúrbios alimentares

Quando Lacie tem um esgotamento no casamento de Naomi, ela diz no discurso: “segurava-me no cabelo, enquanto eu vomitava de joelhos em frente à retrete”. Ou seja, Naomi compactuava com o distúrbio alimentar de Lacie e as únicas ajudas que lhe deu foram segurar no cabelo e entregar-lhe um vestido XS, um número inferior ao real da personagem.

Diferenças económicas

Este episódio também é uma alusão às diferenças económicas, pois, em diversos momentos, os indivíduos com maior pontuação poderiam ter ajudado aqueles com menor, mas escolheram não o fazer. Quando a motorista Susan conta a Lacie que o seu marido morreu devido ao facto de a sua cama de hospital ter sido cedida a um doente com pontuação superior, é uma alusão ao facto de que os ricos beneficiam até em situações críticas.

Os indivíduos com pontuação superior têm um maior efeito na pontuação dos outros. Devido ao facto de Lacie se rodear de indivíduos com pontuação média e inferior, é declarado pelo consultor que esta não poderá evoluir. O que quer dizer que o sistema de pontuações é corrupto e será quase impossível para os indivíduos de média e inferior pontuação subirem, enquanto os indivíduos com pontuação superior irão manter a sua alta pontuação por estarem rodeados uns pelos outros.

Matrix

Há uma referência ao “Matrix”. Nesse filme, são oferecidos à personagem principal dois comprimidos. Com o vermelho, a personagem irá descobrir a verdade, mas será perturbadora; com o azul, a personagem continuará contente com a ignorância.

Susan oferece a Lacie duas opções de bebida –  um termo azul com café e o termo vermelho com whisky. Escolhe o azul, ou seja, continuar a viver na ignorância.

Apesar disso, a motorista esconde-lhe o termo vermelho na mala que Lacie acaba por ingerir e ficar bêbeda. Por estar desinibida, consegue finalmente ver a realidade além da aplicação. Finalmente se abre com Naomi, o seu ídolo, e aborda os problemas da sua amizade, algo que nunca pôde, devido ao medo de não ser aceite.

Fonte: Pinterest

Lacie pode não terminar em Pelican Cove, com o seu homem de sono, mas escolheu não alimentar mais essa fantasia. O episódio termina com Lacie na cela oposta à de um homem que também não se conforma, ao som de música clássica que simboliza a tranquilidade com que esta encara a realidade.

Artigo revisto por: Andreia Custódio

Fonte da foto de capa: Business Insider

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *