Atualidade,  Informação

França acusada de combater e apoiar o terrorismo

O Presidente da Síria considera-se um defensor do antiterrorismo e acusa França de ter duas faces diferentes relativamente ao terrorismo.

A França foi formalmente acusada pelo Presidente sírio, Bashar al-Assad, de preservar uma “amizade” com a Arábia Saudita e com o Qatar. Desta forma, prevalece as duas faces da França ao apoiar e combater o terrorismo por parte dos jihadistas.

Todas estas declarações têm como fonte uma entrevista concebida ao seminário francês Valeurs Actuelles, no sábado, mas apenas divulgada ontem, 19 de Novembro de 2015. Segundo o Presidente sírio, a França deveria alterar a sua política ao “fazer parte de uma aliança que luta contra o terrorismo e não de países que apoiam o terrorismo…”.

Por outro lado, Al-Assad pede que o Presidente francês, François Hollande, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius, demonstrem ser “sérios quando falam de luta contra o terrorismo” sem aliarem-se ao Qatar e Arábia Saudita “que armam os terroristas”.

Por último, assumiu uma posição defensora da Coligação Internacional Antiterrorista. Pretendendo assim, colaborar no combate contra o EI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *