Atualidade

Gouveia e Melo eleito personalidade do ano pela imprensa estrangeira.

A Associação da Imprensa Estrangeira em Portugal galardoou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo com o prémio Personalidade do Ano Martha de la Cal pelo papel de destaque que teve na coordenação da task force de vacinação contra a Covid-19. 

Fonte: Jornal i

Em comunicado, a AIEP explica que o Prémio Personalidade do Ano, denominado Martha de la Cal, pretende distinguir a pessoa ou a instituição que mais contribuiu para promover a imagem de Portugal no estrangeiro durante o ano.

“O sucesso da estratégia de vacinação de Portugal foi notícia em todo o mundo. Os nossos correspondentes dedicaram muitas reportagens ao tema, que suscitou enorme interesse no exterior. Por isso, a escolha do vice-almirante Gouveia e Melo não demorou a conquistar o apoio da maioria dos profissionais”, explica a jornalista Giuliana Miranda, presidente da AIEP, citada no comunicado.

O vice-almirante reagiu à escolha da imprensa internacional, agradecendo o galardão: “Agradeço o prémio que representa um esforço nacional onde todos contribuíram”.

Este não é o primeiro prémio de Henrique Gouveia e Melo, nem a primeira vez que o seu trabalho é reconhecido pela imprensa estrangeira. 

A 19 de agosto, o Presidente da Republica condecorou o vice-almirante pelo seu serviço à população portuguesa e ao trabalho desenvolvido enquanto responsável pela task force da vacinação.

A 4 de outubro foi galardoado com o Prémio de Mérito e Excelência do XXV Globos de Ouro, que posteriormente entregou ao Ministério da Saúde, dado que a entidade trabalhou em conjunto com a task force com o objetivo final de vacinar toda a população nacional contra o vírus.Quanto ao reconhecimento internacional, a 1 de outubro foi destacado nas páginas do New York Times. Nessa altura, o jornal norte-americano enalteceu o sucesso da campanha de inoculação portuguesa e a importância da task force militar para lidar com a questão.

Fonte: RTVON

Em edições anteriores, o prémio já foi entregue a empresários, políticos, artistas, desportistas e instituições. Entre os escolhidos estão nomes como a pianista Maria João Pires, o escritor José Saramago, a fadista Mariza, os capitães de abril, o antigo Presidente da República Mário Soares, o futebolista Cristiano Ronaldo e o secretário-geral da ONU António Guterres.

Desde 2012 que o prémio dos correspondentes passou a ser designado Martha de la Cal, uma homenagem à jornalista norte-americana (1927-2011) que trabalhou durante vários anos em Portugal para a revista Time e que foi uma das fundadoras da AIEP, há 43 anos.

Em 2020, o prémio foi entregue ao empresário José Neves, fundador da Farfetch, que se destacou pelo seu contributo na sociedade portuguesa ao criar uma fundação para a educação.

De recordar que Henrique Gouveia e Melo tomou posse esta segunda-feira como Chefe do Estado-Maior da Armada, no Palácio de Belém, em Lisboa.

Fonte da capa: Observador

Artigo revisto por Ana Sofia Cunha

AUTORIA

+ artigos

Lisboeta de nascença e de coração, a Cláudia é uma aspirante a jornalista e uma entusiasta do mundo da arte e da cultura. Desde cedo que a área de informação e de entretenimento a fascinam, vendo no jornalismo a conjugação de duas virtudes: informar os outros e dar voz a quem não é ouvido. É,por isso, uma eterna sonhadora pronta a explorar o mundo que a rodeia e a lutar pelos ideais em que acredita.