Atualidade

25 Abril: o país comemora os 48 anos da revolução

Nesta segunda-feira, 25 de abril de 2022, celebra-se o 48.º aniversário da revolução que ditou o fim à ditadura. Ao contrário do que sucedeu no ano passado, a sessão solene na Assembleia da República não terá restrições devido à Covid-19.

Fonte: SIC Notícias

A sessão teve início às 10h da manhã e contou com os discursos do novo Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e dos oito partidos com representação parlamentar.

Pela tarde, a partir das 15h, Augusto Santos Silva irá receber os cidadãos na casa da democracia. Os visitantes têm até às 18h para visitar o Parlamento e o Palácio de S. Bento, onde também haverá um concerto do músico Dino D’Santiago. Também às 15h começa o desfile habitual desta data na Avenida da Liberdade, em Lisboa, promovido por partidos e sindicatos, organizações da sociedade civil e estruturas de juventude.

Fonte: SAPO lifestyle

De norte a sul do país são variadas as formas de celebração dos 48 anos da Revolução dos Cravos. Em Viana do Castelo, no Teatro Municipal Sá de Mirando, será visionado o documentário sobre censura A noite, escrito por José Saramago e realizado por Ricardo Simões.

Em Leiria, realiza-se o Poetry Festival, um festival de poesia com um programa que leva obras poéticas a toda cidade, desde as salas ao castelo, passando pela biblioteca, pela igreja, pelos mercados e outros locais, com o intuito de espalhar a palavra: Poesia é Liberdade.

Em Almada, haverá exposições e concertos, no domingo, como forma de celebração na Praça da Liberdade, local onde se pode assistir ao tradicional espetáculo de fogo de artifício.  

Por fim, em Loulé será apresentado um projeto liderado pelo contrabaixista Bernardo Moreira, intitulado Cantigas de Maio, em homenagem aos artistas de intervenção como José Afonso, Fausto Bordalo Dias, Sérgio Godinho, entre outros.Este ano há uma novidade: o Ministério da Cultura anunciou, na quinta-feira passada, que a historiadora e professora da ESCS, Maria Inácia Rezola, foi nomeada “Comissária Executiva da Estrutura de Missão para as Comemorações do quinquagésimo aniversário da Revolução do 25 de Abril de 1974”, pode ler-se na conta oficial do Ministério no Twitter.

Fonte: Jornal de Notícias

Maria Inácia Rezola, além de ser professora na ESCS desde 1997, é investigadora e escritora, tendo colaborado em diversas exposições e escrito várias obras sobre História Institucional e Política Contemporânea, área na qual se especializou. A redação da ESCS Magazine deseja todo o sucesso à professora.

Artigo Revisto por Ana Sofia Cunha

AUTORIA

+ artigos

Lisboeta de nascença e de coração, a Cláudia é uma aspirante a jornalista e uma entusiasta do mundo da arte e da cultura. Desde cedo que a área de informação e de entretenimento a fascinam, vendo no jornalismo a conjugação de duas virtudes: informar os outros e dar voz a quem não é ouvido. É,por isso, uma eterna sonhadora pronta a explorar o mundo que a rodeia e a lutar pelos ideais em que acredita.

+ artigos

Gabriel Miraldo, 19 anos, é estudante de jornalismo. Frequentou durante um ano a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e foi lá onde percebeu que queria ser jornalista. A arte, a cultura, a música, e essencialmente as pessoas são o que o inspiram. Gabriel espera um dia dar voz àqueles que não são ouvidos. A ESCS Magazine é o seu ponto de partida.