Atualidade,  Informação

Grupo Guerrilheiro Curdo reivindica ataque em Ancara

Grupo de Guerrilheiros do Curdistão (TAK) pretendem “destruir” o turismo na Turquia e reivindicam o ataque em Ancara.

O grupo guerrilheiro curdo, denominado de Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK), assumiu a autoria do atentado terrorista contra uma coluna de autocarros militares em Ancara, o qual provocou 28 mortos.

O grupo publicou uma declaração na sua página na qual refere que o ataque foi realizado pelo seu Batalhão Imortal: “Em 17 de fevereiro foi efetuado por um guerreiro ‘kamikaze’ um ataque suicida às 18h30 nas ruas de Ancara contra um ‘comboio’ de soldados da república fascista turca”.

Acrescentaram ainda que a “ação foi conduzida para vingar as pessoas vulneráveis mortas…”, referindo-se operações mortíferas por parte do exército e da polícia turca contra os rebeldes e apoiantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Sendo que o principal objetivo é “destruir” por completo o turismo no país e, por isso, avisaram “os turistas nacionais e estrangeiros para não frequentarem as áreas turísticas” porque não se responsabilizam por quem for morto nos ataques. Neste mesmo comunicado divulgaram a foto de Zinar Raperin, que é apresentado como o autor do atentado.

pedroalmeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *