Literatura

Livro da semana: “Desaparecidas”, de Tess Gerritsen

9789722524728

“Suspense”: É a palavra de ordem neste livro. Desde o grupo de raparigas que pensa conseguir uma vida melhor na América, ao cadáver que abre os olhos na arca frigorífica da morgue e que irá depois matar um segurança e fazer vários reféns na sala de espera de um hospital (incluindo a detective Jane Rizzoli, prestes a dar à luz!), até à investigação que decorre no exterior, lemos a maior parte do livro a suster a respiração e em constante expectativa.

A história é contada exactamente nestes três planos, o que nos permite ter uma visão muito próxima dos acontecimentos e conhecer as perspectivas de diferentes personagens – sempre com algumas peças essenciais em falta, que nos fazem correr as páginas avidamente, na ânsia de as descobrir.

O livro leva-nos também a conhecer uma realidade “muito real”, mas na qual provavelmente nunca pensámos bem, por nos ser muito distante: o drama dos milhares de pessoas que atravessam a fronteira dos Estados Unidos da América em busca do “sonho americano” e se vêem presas num pesadelo violento sem saída. Em “Desaparecidas”, vemos esse quadro representado por um grupo de raparigas adolescentes e pré-adolescentes, de uma forma impressionante, que nos faz reflectir sobre o nosso mundo e aquilo que não conhecemos.

É um livro muito forte, que recomendo a todos aqueles que gostem de policiais, suspense e mistério. Para além disso, se gostam da série “Rizzoli and Isles”, da Fox Life, atenção: foi a colecção a que este livro pertence que deu vida à série.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *