Atualidade

Lula da Silva eleito Presidente do Brasil na segunda volta das eleições

Foi no passado dia 30 de outubro que os brasileiros foram novamente chamados às urnas para decidir quem seria o seu presidente durante os próximos 4 anos.

Depois de nenhum dos 11 candidatos obter mais de 50% dos votos, quantia necessária para a maioria absoluta, avançaram para uma segunda volta os candidatos Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores, e Jair Bolsonaro, do Partido Liberal.

Após ter obtido 48,43% dos votos na primeira volta, Lula volta a ser o candidato mais votado, com 50,9%, contra os 49,1% de Bolsonaro, sendo assim eleito Presidente da República do Brasil pela terceira vez, já que havia desempenhado o cargo anteriormente entre 2003 e 2011.

Algumas pesquisas realizadas na semana anterior à eleição chegaram a apontar para o empate técnico entre os dois candidatos, cenário que não ficou muito longe da realidade, já que a distância entre os dois candidatos foi de um pouco menos de dois pontos percentuais.

Em Portugal, onde se encontra o maior colégio eleitoral no exterior (Lisboa), o candidato do PT também triunfou, tendo obtido 64,5% dos votos válidos, segundo dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral.

No seu primeiro discurso enquanto presidente eleito, Lula afirmou que quer unir o povo brasileiro, independentemente do candidato em que cada eleitor votou – “A partir de 1º de janeiro de 2023, vou governar para 215 milhões de brasileiros, e não apenas para aqueles que votaram em mim. Não existem dois Brasis. Somos um único país, um único povo, uma grande nação.”

A Avenida Paulista, em São Paulo, encheu-se de gente para celebrar a vitória de Lula da Silva
Fonte: Miguel Schincariol / AFP

Durante a segunda volta, Lula da Silva contou com o apoio formal de dois candidatos derrotados na primeira volta: Ciro Gomes, do PDT, e Simone Tebet, do MDB, tendo esta última inclusive participado em diversas ações da campanha do Partido dos Trabalhadores, acabando por desempenhar um papel de ligação importante entre os eleitores moderados e indecisos.

Decorreu também a segunda volta para a eleição dos governadores de 12 estados, com destaque para a disputa no estado de São Paulo, o maior colégio eleitoral do país, onde Tarcísio de Freitas, dos Republicanos, saiu vitorioso, com 55,27% dos votos contra 44,73% de Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores.

A tomada de posse de Lula e de todos os governadores eleitos está marcada para o dia 1 de janeiro de 2023, em Brasília.


Fonte da capa: Tirbuna do Moxotó

Artigo revisto por João Nuno Sousa

AUTORIA

LinkedIn | + artigos

Desde cedo soube que queria ser Jornalista, mas a vida trocou-lhe as voltas e entrou em Relações Públicas. O Rodrigo continua com a mesma ambição e o curso em que está não representa uma condicionante para os planos que tem para o futuro. Como indeciso que é, ainda não sabe em que área do Jornalismo quer trabalhar, algo que vai tentar descobrir ao fazer parte dos diferentes núcleos que a ESCS oferece. O Rodrigo não gosta de falar na 3ª pessoa.