Moda e Lifestyle

Massagens: melhor do que a palavra só mesmo o ato de as receber

“Massagens”: uma palavra com o poder de nos provocar sensações tão relaxantes. Porém, não é mais do que o ato de as receber. Mas, se é tão relaxante e tão revitalizante, porque só procuramos fazê-las quando já estamos no extremo da necessidade?

Muitos alegam que é por ser caro e outros que é por não sentirem necessidade. No entanto, Stefanny Cavalcante, auxiliar de fisioterapia e técnica de massagens há 1 ano, afirma que as massagens devem ser feitas com regularidade, pois “a partir do momento em que tu chegas à dor, é sinal de que há alguma coisa que não está bem. Portanto, se tu fizeres com regularidade, tu não vais chegar ao momento de dor” – evitando que pequenas dores se tornem em problemas para a vida. 

“A partir do momento em que tens uma dor na zona dos trapézios e sentes um ‘peso’ na coluna – isso tudo evitaria se tu fizesses massagens regularmente”

Agora, com o teletrabalho e aulas online, estamos ainda mais suscetíveis a estas dores e, além disso, ao stress acumulado. 

Fotografia cedida por Stefanny Cavalcante

Agora que já percebemos a importância de fazer massagens com regularidade, trago-vos três tipos de massagens que me despertaram a curiosidade e a vontade de as fazer. No entanto, há um universo vasto de tipos de massagens. 

Fonte: Instagram @massoterapia_steff

Massagem Miracle DLux

A Miracle DLux, ou a Massagem de drenagem linfática, modeladora e redutora, é uma massagem que tem resultados tanto ao nível estético como ao nível da saúde. 

Esta massagem vai ajudar-te a drenar a retenção de líquidos acumulados. Para quem tem problemas de prisão de ventre e de acumulação de gases, esta massagem é bastante eficaz, pois faz com que vás mais vezes à casa de banho. 

Agora, quanto às técnicas que compõem esta massagem, deves estar a perguntar-te o que é que cada uma delas faz. A drenagem vai ajudar-te a encaminhar tudo o que seja retenção para os centros linfáticos, passando pelo corpo todo, até ser eliminado pela urina. A modeladora vai ajudar-te a quebrar as partículas de gordura. Aliando o uso de um creme termogénico – um creme termoativo – aos movimentos que Stefanny faz durante a massagem, é provocada uma fricção que provoca, então, a quebra mencionada em cima. A redutora é parecida à modeladora: vai reduzir as medidas. E, por último, uma técnica que não está mencionada no nome da massagem, mas que é bastante importante para a eficácia da mesma é a respiração hipopressiva, que vai ajudar a eliminar o inchaço, os gases e a tonificar os músculos. 

“Das massagens que eu faço, essa é a que tem mais saída”

Mas duas coisas que as pessoas têm de ter em mente e que Stefanny faz questão de alertar são o facto de todos os corpos serem diferentes e, por isso, os resultados nas sessões vão ser diferentes – logo, não fiques frustrad@ se os teus resultados não forem iguais aos resultados que vês nas fotos do Instagram – e, por último, alerta-te para que não penses que, lá pelo facto de o nome de esta massagem ser Miracle, ela é milagrosa e que faz o trabalho todo sozinha, porque não faz. Tens de aliar estas massagens a um exercício físico e a uma alimentação mais saudável. E sim, convém fazer mais do que uma sessão. Stefanny afirma que “normalmente são aconselhadas pelo menos quatro massagens. As duas primeiras vão ajudar o teu corpo a drenar com mais facilidade” e que as faças, de preferência, uma vez por semana. 

Massagem com velas

Tenho de admitir que quando li o nome desta massagem achei um bocadinho estranho. Na minha ingenuidade, imaginava o uso de velas normais, ou seja, velas feitas de parafina espalhadas pelo nosso corpo, a deixar queimaduras por toda a parte. E perguntava-me: “como é que isto pode ser prazeroso?”. 

Por isso, aproveitei para esclarecer a minha dúvida durante a conversa que tive com a Stefanny. As velas usadas nestas massagens são velas específicas para esse propósito. Estas velas não são feitas de parafina, mas de um óleo vegetal. É com esse óleo que a massagem é feita – óleo esse que resulta, então, da vela acesa e derretida. 

“A massagem de velas é feita com essa vela derretida por cima da pessoa”

Esta massagem é bastante relaxante, pois o óleo quente (mas não te preocupes que nunca te vais queimar; é apenas uma temperatura confortável) vai dar-te uma sensação de prazer e de relaxamento profundo. E podes já imaginar este cenário: tu deitad@ num local bem tranquilo, a receber um óleo quente a descer pela coluna. Tão bom, não é?

Massagem geotermal

A massagem geotermal é uma massagem feita com pedras, mas não são umas pedras quaisquer. São pedras vulcânicas que contêm energia da terra, pois “passam anos ou milhares de anos debaixo da terra. Portanto, recebem energia, calor e, quando vêm ao de cima, luz”. 

Ou seja, esta pedra, quando quente, liberta toda essa energia para o corpo da pessoa, fazendo com que o nosso nível energético fique equilibrado. Stefanny garante que esta pedra não queima – quer dizer, às vezes queima-a a ela – os clientes, porque, antes de colocar a pedra no corpo da pessoa, ela tem de adaptar a temperatura da pedra e de as ambientar à sua mão. No verão, as pedras chegam a temperaturas de 45ºC, porque, como é óbvio, a temperatura ambiente é mais quente. No entanto, no inverno, a temperatura já é de 60 ou de 70 graus. 

Quanto à massagem propriamente dita, ela começa com um movimento da mão que está a agarrar a pedra quente, transmitindo, assim, o calor da pedra através da mão e preparando a pessoa para a temperatura que irá receber. Assim que Stefanny vê que a pessoa está preparada para receber o calor, começa então a colocar as pedras diretamente no corpo da pessoa. Esta massagem, tirando o primeiro momento de habituação, é toda feita com as pedras presentes no corpo da pessoa. As pedras estão localizadas em sítios específicos: nos nossos sete pontos de energia. Por isso, esta massagem é relaxante fisicamente, para além de que também o é mentalmente e espiritualmente, pois vai ajudar-nos a alinhar os nossos pontos de energia: os pontos Chakra

“A pedra que fica marcada na nossa pele, naquele ponto, é sinal de que aquele ponto está com falta de energia. Estava desequilibrado”

Agora que já te dei a conhecer alguns tipos de massagem e que consegui despertar o bichinho da curiosidade em ti, só te tenho a aconselhar que não deixes para amanhã o que podes fazer hoje. Para além disso, podes sempre consultar a página de Instagram da Stefanny (@massoterapia_steff), na qual ela dá dicas de massagens e até faz vídeos a ensinar como fazer auto drenagens. 

Fonte: Instagram @massoterapia_steff

Artigo revisto por Andreia Custódio

Fonte da foto de capa: Montagem feita por Joana de Oliveira no Canva

Avatar

Sempre gostou de comunicar, de escrever e de ouvir o que os outros têm para lhe dizer. É apaixonada por moda desde que se lembra. Fica deliciada com histórias de vida incríveis mas que ainda não foram contadas por ninguém, são os diamantes em bruto que gosta de lapidar. No jornalismo encontrou o melhor dos dois mundos: poder aliar todas as suas paixões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *