Mourinho quer reforçar a defesa e está disposto a perder estrelas

No início da sua caminhada no Tottenham, José Mourinho afirmou não precisar de recrutar novos jogadores na reabertura do mercado em janeiro, mas crescem os rumores de que a linha defensiva dos spurs pode ser reforçada. A capacidade de investimento dos londrinos é baixa. Mourinho pondera, por isso, vender Eriksen, Rose e Wanyama.

Duas semanas antes da reabertura do mercado, o presidente do clube, Daniel Levy, avisou Mourinho de que entrar em loucuras na janela de transferências não faz parte da política dos spurs. “Há várias circunstâncias pelas quais, por vezes, não concluímos uma transferência. Não é o caso de não termos dinheiro. Temos de nos livrar desta obsessão em Inglaterra de gastar dinheiro. Não acontece no estrangeiro. Existe uma quantia que temos alocada para gastar todos os anos em termos de investimento líquido na equipa. Se nos comparar com alguns outros clubes, eles terão mais dinheiro para gastar – isso não nos assusta”, explicou, em entrevista ao Evening Standar.

Neste contexto, Mourinho procura reforçar a linha defensiva com jogadores jovens que não impliquem um custo de transferência substancial. Nathan Ferguson, defesa central de 19 anos do West Bromwich, é um dos nomes na lista de potenciais reforços. Tem um valor de mercado de 2 milhões de euros, de acordo com o Transfermarkt. É internacional sub-20 por Inglaterra. Também com 19 anos e também internacional pelas camadas jovens da seleção inglesa, neste caso já a militar nos sub-21, o lateral direito Max Aarons, que atua ao serviço do Norwich City, surge como principal opção para reforçar essa posição no plantel dos spurs. Aurier tem sido o dono do lugar, mas Mourinho quer uma alternativa. A saída de Kieran Trippier para o Atlético de Madrid no verão motivou na altura contactos por Aarons, eleito melhor jogador jovem da época passada na segunda divisão inglesa. Todavia, o futebolista prolongou, em julho, o contrato com o Norwich City. Este namoro antigo do Tottenham pode ter agora um novo capítulo já com Mourinho ao leme da equipa.

Max Aarons está avaliado pelo Transfermarkt em 15 milhões de euros. Fonte: The Telegraph

Para poder atacar estes alvos e eventualmente outros, nomeadamente um avançado com características compatíveis com as de Harry Kane, Mourinho considera a possibilidade de se libertar de Eriksen, Rose e Wanyama. Eriksen termina contrato em junho, pelo que esta janela de transferências é a última oportunidade que o Tottenham tem de conseguir retorno financeiro pela sua saída. Rose pretende sair e Wanyama não tem espaço no plantel.

Eriksen desperta a cobiça do Manchester United, e Daniel Levy diz não ter complexos em negociar o passe do jogador com rivais diretos na Premier League. Fonte: Four Four Two

Artigo revisto por Mariana Coelho

Artigos recentes

Dá match com a tua renda

Vê bem: há assuntos sobre os quais não posso falar. Não sei nada acerca de como são construídos os satélites, ou os grandes cruzeiros, ou

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *