Literatura,  Secções

Português com futebol à mistura

“Gente Famosa também dá pontapés na gramática” é um livro de Lauro Portugal que nos mostra diversos pontapés na língua dados por famosos, como políticos, atores, jornalistas, locutores de rádio, escritores, etc.. O autor apresenta-nos o erro, com a indicação de quem o deu – sempre ocultando o nome, embora por vezes seja fácil descobrir de quem se trata – e em que contexto, apresentando depois uma pequena explicação do porquê de a frase estar errada e alguns comentários pessoais.

Lauro Portugal recorre com frequência a metáforas futebolísticas, tendo os capítulos nomes como “pontapé livre indirecto”, “cartão vermelho” e “grande penalidade”. Além disso, organiza o livro apresentando no início de cada capítulo os erros de que nele irá tratar, dando o erro e a forma correta.

O livro é muito engraçado, pois mostra-nos os erros – por vezes absurdos – que pessoas muito respeitadas, que deviam ser modelos da sociedade, cometem, o que pode explicar o porquê de alguns erros se disseminarem tão facilmente na nossa língua. Além disso, a escrita do autor é crítica, cómica e criativa (por exemplo, na página 26, temos “que me desculpe o meu graduado, mas neste caso não posso bater-lhe a pala”), o que ajuda a tornar a leitura uma experiência agradável, facilitando a aprendizagem dos erros tratados na obra.

Há, no entanto, alguns aspectos negativos em “Gente famosa também dá pontapés na gramática”: para mim, os comentários do escritor são muitas vezes demasiado extensos e acutilantes, sendo bastante desagradáveis para a pessoa que cometeu o erro. Isto torna-se ainda pior pelo facto de o próprio autor, por vezes, dar erros – é raro, mas acontece algumas vezes ao longo do livro – ou não mencionar erros que aparecem nas frases. Além disso, acho que há demasiados exemplos de cada erro, tornando-se maçador ler tantas frases praticamente iguais com comentários praticamente iguais; é útil pelo facto de contribuir para que o erro se torne mais presente na nossa cabeça, mas na minha opinião é algo excessivo.

Concluindo, é um bom livro, ideal para quem se interessa sobre a Língua Portuguesa mas ainda não tem um conhecimento aprofundado sobre a mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *