• Opinião

    Arrendar a vida

    Esta crónica é escrita ao abrigo do novo acordo ortográfico Para os que moram na doce capital portuguesa há coisas que nunca mudam: o Colombo é insuportável em dias de jogo do Benfica, os pastéis de Belém são sobrevalorizados e os melhores orégãos compram-se na Rua Augusta. No entanto, há coisas que mudam. As rendas em Lisboa crescem em completa desproporção com o resto do país. Citando o jornal online “ECO”, “as rendas no município de Lisboa custam mais do dobro do valor registado a nível nacional. No ano passado, o valor mediano das rendas de alojamentos familiares fixou-se nos 4,39 euros por metro quadrado, a nível nacional. Já na…

  • Atualidade

    Senhorios querem arrendamentos a curto prazo

    Arrendar casas e quartos por períodos inferiores a um ano é o objetivo dos senhorios. Na hora de arrendar, os estudantes são a preferência dos proprietários de imóveis. A conclusão é de um estudo da plataforma online para alojamento de estudantes universitários Uniplaces, que analisou quatrocentas participações. Os tipos de arrendamento praticados são diversos: curto, médio e longo prazo. A principal conclusão do inquérito tem que ver com a preferência na duração do contrato de arrendamento: 88% dos inquiridos afirmam preferir que as suas propriedades sejam arrendadas por períodos inferiores a um ano. Apenas 12% dos questionados preferem arrendar as propriedades por períodos mais longos. Dos inquiridos, 35% salientam também…

  • Atualidade

    Arrendamento de casas a turistas diferente entre Lisboa e Porto

    As assembleias de condóminos podem agora proibir alguns proprietários de arrendar a fracção a turistas, mas só em Lisboa. No Porto o alojamento local não é proibido, para já. Um país, duas realidades diferentes. Em Lisboa, uma proprietária foi proibida, pelo Tribunal da Relação de Lisboa, e após uma decisão em assembleia de condóminos, de alugar a casa a turistas. O acórdão faz referência ao artigo do Código Civil que salvaguarda que as assembleias de condóminos podem não autorizar que cada apartamento tenha outro destino que não seja o da habitação. Mais a norte, no Porto, uma situação semelhante, mas uma decisão diferente: o Tribunal da Relação do Porto decidiu…