• Informação

    O ano em que a vontade popular moveu o mundo

    Desde há muito tempo que não se via um ano onde as pessoas comuns conseguiram mudar tanto o mundo. É sem dúvida a maior das provas de que juntos somos mais fortes. Referendos, eleições históricas que vão marcar os próximos anos, manifestações, migrações em busca de uma vida melhor, e no final uma certeza: o mundo está diferente daquilo que víamos em Setembro do ano passado. O mundo moveu-se em torno da Escócia, da Catalunha e de toda a Espanha no geral, de Baltimore, Paris, Itália, Síria, Grécia e da Irlanda. Todos estes locais foram verdadeiros centros de decisão e de mudança este ano. Por Portugal, vivemos o primeiro ano…

  • Opinião

    Da liberdade de opinar

    Opinar, no seio da sociedade actual, é um pau de dois bicos. Se, por um lado, o advento tecnológico abriu as portas a uma democratização generalizada no acesso às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) – sendo as plataformas de social media o ex-líbris de uma qualquer praça pública –, por outro, observa-se um asfixiamento do pluralismo das ideias e das opiniões – quando, paradoxalmente, nunca existiram tantos fóruns de discussão públicos. Somos, pois, cidadãos de uma sociedade monocromática, na qual resta pouquíssimo espaço para as zonas cinzentas (o terreno fértil para o alimento da dúvida, que, por sua vez, gera a reflexão): ou é preto ou é branco, ou,…

  • Opinião

    Os Anjos de Charlie

    Caro muçulmano pacífico, em primeiro lugar, devo-te um pedido de desculpas por só agora te estar a escrever. Juro que pensei em ti várias vezes ao longo dos últimos dias, mas eu queria que a poeira baixasse um pouco antes de me pronunciar. Já sabes como eu sou. Só gosto de falar no fim para não me precipitar. Sei que tu, tal como a esmagadora maioria das pessoas que se tem manifestado pelas redes sociais fora, condenas o atentado de Paris. Tal como condenaste o 11 de Setembro, o 11 de Março e tantos outros atentados perpetrados por pessoas que diziam ter a tua religião. Calculo que tenham sido dias…