• 7ª Arte

    EuroCine Parte VI – O Cinema Português

    Antes do EuroCine ir de férias – ou aposentar-se, pois o valor da reforma nem é mau de todo – vai fazer uma paragem muito especial. Trata-se de um destino que está na moda em termos turísticos e que em termos cinéfilos tem uma rica e vasta cultura, não fosse este país um dos mais fascinantes a nível intelectual. Portanto, este mês damos à costa em Portugal, numa ilustre praia lusitana que tem recebido navios carregados de fantásticas obras durante quase um século. Não vamos navegar pelos mares comuns de Manoel de Oliveira ou Vasco Santana, pois esses já foram mais que explorados, iremos sim partir numa aventura rumo a…

  • 7ª Arte

    Verão Danado: O rosto diz tudo

     Verão Danado é um filme português, da autoria de Pedro Cabeleira ( vencedor de uma menção especial  na categoria Cineasti del Presenti no Festival de Locarno, que premeia as primeiras obras) e com direção fotográfica de Leonor Teles (vencedora de um Urso de Ouro, em 2016, na categoria curta-metragens com a Balada de um Batráquio), que não podes perder.  O elenco conta com Pedro Marujo (Chico), Lia Carvalho (Maria) e Ana Valentim (Tânia), entre 150 atores que o compõem.  No filme acompanhamos Chico ( Pedro Marujo) , após este acabar a sua licenciatura, e as suas aventuras no Verão, marcado por jantares, noitadas e saídas à noite repletos de paixão,…

  • 7ª Arte

    Fátima: 11 mulheres caminhando no real

    João Canijo assina uma reflexão cinematográfica que roça a perfeição, jeito on the road, e que o confirma como um dos mais talentosos realizadores europeus. Como resumir “Fátima”, a mais recente obra do realizador português, da forma mais simples possível: Um grupo de 11 mulheres em peregrinação desde Trás-os-Montes até ao Santuário de Fátima, ao longo de mais de 400 quilómetros. Tinha tudo para dar errado: primeiro a complexidade de filmar 11 atrizes sob o risco de criar uma saturação visual e sonora ao espetador; depois o pegar num assunto sempre polémico – a fé. Canijo contorna tais problemas e dá-nos não aquilo que queremos ver, mas sim aquilo que…

  • 7ª Arte,  Secções

    Primeira Exposição de Cartazes do Cinema Português

    No dia 20 de outubro, a ESCS MAGAZINE teve o prazer de marcar presença na inauguração da Primeira Exposição de Cartazes do Cinema Português. Os três núcleos da exposição – a Cinemateca Portuguesa, a Sociedade de Belas Artes e o Hotel Tivoli Lisboa – foram adornados com verdadeiras obras de arte que em tempos chamavam todos os espectadores às salas de cinema e que hoje compõem uma exposição rica em história. Começámos a viagem na Cinemateca Portuguesa: o núcleo dedicado aos trabalhos de Manuel de Oliveira. Apesar de as duas salas reservadas para a obra do mais aclamado cineasta português serem pequenas, têm espelhadas icónicas páginas da sétima arte portuguesa…

  • 7ª Arte

    PRÉMIOS SOPHIA: A noite do Cinema

    No passado dia 2 de Abril, decorreu mais uma cerimónia de entrega dos Prémios Sophia, que pretende, à semelhança dos prémios existentes noutros países, distinguir o melhor do cinema português. A ESCSMAGAZINE esteve presente e revela-te tudo o que aconteceu. A escsiana Cláudia Semedo foi a anfitriã da cerimónia. A apresentadora e actriz referiu que os Prémios Sophia “são importantíssimos, porque o cinema é cultura e a cultura serve para reforçar a nossa identidade, para intervir quando as coisas não estão bem, e o cinema tem tido sempre esse papel. Portanto é muito importante celebrá-lo.” Noite de Homenagens A noite do Cinema tornou-se numa noite de homenagens a personalidades que…

  • 7ª Arte

    Manoel de Oliveira: O Adeus ao Mestre

    “O meu público é aquele que vai ver os meus filmes. O Cinema dá-nos a visão da Vida. E a Vida é um Mistério” Manoel de Oliveira O Cinema Português perdeu o seu grande realizador. Manoel de Oliveira faleceu aos 106 anos. Era o realizador em actividade mais velho do mundo e o único que assistiu às passagens do Cinema mudo ao sonoro e de a preto-e-branco ao colorido. Em 1982, o realizador rodou “Vista ou Memórias e Confissões”, um filme com texto de Agustina Bessa-Luís, que o próprio quis que fosse exibido publicamente apenas após a sua morte. O filme deverá ser exibido no final de Abril ou início…