• 7ª Arte,  Secções

    Hunger Games, Mockingjay Parte 2 – Crítica

    O blockbuster Hunger Games chega ao fim bem afastado da qualidade e originalidade que o levou ao sucesso inicial. Depois de um primeiro ‘capítulo’ estonteante, repleto de emoções capazes de colar o espetador ao grande ecrã, a saga termina de forma murcha com uma segunda e última parte de Mockingjay que apenas prolonga o ‘arrefecimento’ das versões que a antecederam. Sim, Jennifer Lawrence continua a interpretar Katniss Everdeen com a mesma identidade que levou o primeiro volume de Hunger Games ao estrelato, mas o argumento não a favorece. Pelo contrário. Peca e muito pela desconstrução da história, repetindo-se por várias vezes as quebras no enredo. O mesmo acontece em Catching…

  • Música

    O que esperar dos Muse no NOS Alive?

    Neutron Star Collision e uns tons de cor-de-rosa misturados com imagens de uma das sagas mais bipolares ao nível de críticas nos últimos anos. O que correu pelos ouvidos de muitos rapidamente se tornou numa das piores (melhores?, se falarmos de projecção mundial) apostas da banda britânica. Estamos aqui para falar do que esperar dos Muse no NOS Alive 2015 e, certo é, estará longe do tema vampiresco. Os Muse que se apresentarão no Passeio Marítimo de Algés no próximo ano estarão renovados. Não faltarão, com toda a certeza, as ‘guitarradas’ épicas de Matt, as variações de escalas e os tão apaixonantes clássicos. Os Muse de 2015 serão, e como…

  • Literatura

    Haruki Murakami: 1Q84

    No verão de 2013, tive um love affair com Sputnik, meu Amor. Foi uma coisa curta, de dois dias, e que terminou com um virar de página. Curta mas memorável. Este Outono, contudo, o cenário foi diferente. 1Q84 tomou-me mais tempo, mais noites (de sono?) e mais pensamento. Cativou-me de forma ainda mais profunda. Ligou-me a Haruki Murakami. As três extensas partes do romance roubaram-me ao mundo. Não importava o que acontecia, todos os dias me queria envolver nelas. ‘É só um capítulo’, começava por dizer, até que Aomame e Tengo me arrastavam por horas nas cativantes páginas. Vivi o seu romance como se fosse meu, quis acompanhá-lo e descodificá-lo.…