The capture: Onde o mistério e o drama se tornam grandes aliados

Confesso que a minha relação com as séries policiais nunca foi a melhor. Não era uma grande fã, mas também não detestava. Sempre as achei repetitivas e iguais, até que me permiti entrar nesse mundo e comecei a procurar por séries policiais diferentes do típico: cada episódio um caso diferente. E encontrei. Uma delas é a que vos trago no artigo de hoje.

The Capture é uma série policial repleta de mistério e drama. Foi escrita e dirigida por Ben Chanan. Estreou na BBC One a 3 de setembro de 2019 e conta apenas com uma temporada, não existindo ainda confirmações para uma segunda temporada.

Na minha opinião, a série está muito bem feita. Prendeu-me ao ecrã desde o início até ao fim da temporada. Posso dizer também que a série é tão envolvente que chega a um ponto em que o espectador se sente um detetive que só quer resolver todo este mistério juntamente com Rachel Carey (a detetive da série). Queria poder dar todos os spoilers, mas, como sei que a maior parte das pessoas não gosta, vou conter-me e vou fazer apenas um resumo da história e do que poderás vir a questionar no decorrer da temporada.

Esta série conta a história de um soldado, Shaun Emery (representado por Callum Turner), que, no mesmo dia em que é absolvido de um crime, é acusado de outro, crime esse que fora captado pela CCTV. Rachel Carey (representada por Holliday Grainger) é a detetive designada para liderar este caso e prender/acusar Shaun. No entanto, este soldado irá fazer de tudo para provar que não é o culpado. E é aí que as perguntas começam a surgir na tua cabeça: será Shaun Emery mesmo culpado? Mas se está filmado como é que não pode ser ele? Até que ponto é que não estamos perante uma manipulação das imagens? Estará o Estado envolvido? 

Agora que já leste a minha opinião e o breve resumo da série, penso que seja uma boa altura para te aconchegares na tua manta, encontrares a posição mais confortável e começares a ver esta série.

Artigo revisto por: Ângela Cardoso

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *