The Carrie Diaries: Será só mais um cliché?

A série que vos trago este mês faz a fashionista dentro de mim gritar de felicidade. The Carrie Diares, a série que me instigou a olhar para o mundo da moda com outros olhos e que fez a minha paixão pelas revistas de moda surgir.

Esta série estreou a 14 de janeiro de 2013 e acabou em maio de 2014. Conta apenas com duas temporadas (com muita pena minha). Um fun fact sobre esta série é que ela é um spin-off da série Sex and the City (finalizada dez anos antes).

Fonte: The diary of a teenager

The Carrie Diaries passa-se nos anos 80 e conta a vida de Carrie Bradshaw (interpretada por AnnaSophia Robb), uma adolescente meiga, divertida, bonita e que adora moda. Com 16 anos, Carrie vive só com o pai e a irmã, pois a mãe faleceu. A mesma irá ter o seu primeiro grande amor, Sebastian Kydd (interpretado por Austin Butler), e a sua primeira inimiga, Donna Ladonna (interpretada por Chloe Bridges). Irá aprender a lutar pelo amor, irá questionar-se acerca de tudo o que a rodeia e irá querer experimentar tudo o que lhe for proporcionado.

Com o objetivo de ganhar créditos para entrar na universidade, Carrie trabalha uma vez por semana numa empresa de direito, em Manhattan. Mas o destino prega-lhe uma partida e proporciona um encontro com Larissa Loughton (interpretada por Freema Agyeman), funcionária da Interview Magazine, uma revista de moda. E é aí que a vida da adolescente deixa de ser normal. Carrie ganha uma vida dupla: a vida com que ela sonha e a vida que o pai deseja.

Na minha opinião, esta é uma das melhores séries adolescentes que já vi. Reúne um pouco de tudo aquilo de que gosto: romance, drama e moda. No entanto, o que podia ser cliché deixa de ser. E é isso que torna a série mais interessante.

Se ainda não tens nada para ver estas férias, aproveita e acompanha as descobertas de Carrie e daqueles que a rodeiam.

Artigo corrigido por Rita Asseiceiro

Artigos recentes

Dá match com a tua renda

Vê bem: há assuntos sobre os quais não posso falar. Não sei nada acerca de como são construídos os satélites, ou os grandes cruzeiros, ou

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *