7ª Arte

The Fallout: uma realidade não tão longínqua

Se és da minha geração, é certo que conheces Maddie Zigler e Jenna Ortega, esta última mais conhecida por Harley Diaz. Se a resposta for não, ou se não te lembras de ouvir estes nomes, esclareço-te: a primeira tornou-se conhecida no programa Dance Moms, e nos dias de hoje continua a ser dançarina, sendo também modelo e atriz. Já a segunda participou na série da Disney Stuck in the Middle, que em português se traduziu para Irmã do Meio, e fez também o papel de Ellie Alves na série You. Ora, se se estão a questionar o porquê desta introdução eu explico já o meu intuito. The Fallout, em português A Queda ou A Vida Depois, estreou na South by Southwest em março de 2021 e, em julho do mesmo ano, a HBO Max juntamente com a Warner Bros Pictures adquiriu os seus direitos. A 27 de janeiro de 2022, The Fallout estreou então nesta plataforma nos Estados Unidos da América. O drama conta, assim, com Jenna Ortega e Maddie Zigler como personagens principais, no qual interpretam Vada e Mia, respetivamente. Conta ainda com alguns nomes conhecidos, como Shailene Woodley, Julie Bowen e John Ortiz. The Fallout foi escrito e dirigido por Megan Park e contém uma trilha sonora de Finneas O’Connell – compositor, produtor musical e irmão de Billie Eilish. 

Legenda: Jenna Ortega e Maddie Zigler como Vada e Mia, respectivamente.
Fonte: USA Today Entertainment

O filme, que pode ser considerado um drama escolar, foca-se em Vada e na maneira como a mesma enfrenta as consequências da tragédia escolar que presenciou. Todos os seus relacionamentos irão ser alterados e irá viver momentos de loucura, ternura e tensão, experienciando-os de maneiras diferentes. Na verdade, Vada e os amigos já não são os mesmos e não conseguem transformar a sua dor em algo bom e reflexivo, pelo que muitas vezes vão confundir os seus sentimentos e tornar a caminhada ainda mais difícil. The Fallout acaba por ser um filme que demonstra a realidade daquilo que é a vida nos países onde as escolas se tornam num local obsceno depois de um tiroteio. A maneira como os atores interpretam as personagens, como demonstram os seus sentimentos e como pretendem enfrentar o assunto é muito explicativa e não foge muito à nossa realidade.

As cenas de terapia entre Vada e Anna (interpretada por Shailene Woodley) conseguem dar ao espectador uma visão neutra, através de uma tentativa de perceber afinal o que é que a adolescente sente e como esta pode expressar melhor as suas emoções. Tal como já referi, este filme assemelha-se muito à nossa realidade. Somos uma geração com falta de expressão e, se algo como isto acontecesse perto de nós, o mais certo seria reagirmos como Vada e Mia reagiram. Ou melhor, como não reagiram. Pode acontecer a qualquer altura em qualquer sítio, o que não só deixa uma pessoa em alerta como também traz à tona sentimentos indesejáveis.

Legenda: Vada com o seu pai Carlos, interpretado por John Ortiz.
Fonte: Hollywood Life

Fica à espera de um misto de emoções, pois existem partes onde o filme pode ficar meio confuso e não sabes bem até onde irá chegar. Por vezes tem cortes e cenas que te deixam sem reação, mas, para o tema delicado que é, foi muito bem trabalhado pela Megan Park e pela sua equipa. Um tiroteio escolar nunca é, nem nunca vai ser, um tema fácil de se falar ou trabalhar, mas The Fallout superou algumas das expectativas que os críticos tinham, tendo conseguido o prémio Narrative Feature Competition Grand Jury Award, em 2021, na cerimónia South by Southwest Film Festival.

Fonte da caoa: Just Jared

Artigo revisto por Miguel Tomás

AUTORIA

+ artigos

Quando era pequena a Inês queria ser decoradora de interiores. Hoje, está a tirar uma licenciatura em Jornalismo. A vida tende a surpreendê-la, mas ela não se deixa surpreender. Curiosa, otimista e sempre disposta a ajudar, a comunicação veio dar uma nova perspetiva à vida de Inês: venha ela de que forma for, será sempre a melhor maneira de estar conectada com o mundo.