Capital

A loucura chega a Lisboa

Dia 30 de Outubro decorreu no Pavilhão do Conhecimento a cerimónia de inauguração da exposição “Loucamente” que contou com muita diversão. Alguma vez pensaste que era possível triturar os teus problemas ou fazer frente às tuas fobias? Agora é possível.

As doenças mentais são um distúrbio mais comum do que se possa imaginar, afectando um em cada quatro indivíduos da população portuguesa. Mas do que se trata afinal a loucura e como pode ser diagnosticada? Tem tratamento? Como se sentirá alguém com uma doença mental? Estas são algumas das perguntas para as quais se tornou mais fácil encontrar resposta.

Instalada no Pavilhão do Conhecimento, “Loucamente” é a nova exposição temporária do centro de ciência, que poderá ser visitada até Setembro do próximo ano. Esta pretende mostrar uma perspectiva completamente diferente acerca da temática e, mais importante ainda, ousa levar o visitante a viajar no tempo, de forma a conhecer melhor todo o contexto histórico deste tipo de distúrbios, e convida-o a vivê-los na primeira pessoa.

lisboa1

Ao longo de 700 m2 torna-se possível experimentar 23 módulos distintos que pretendem alertar para esta realidade. Um simulador de fobias, um espelho de auto-estima ou um triturador de problemas são apenas algumas das coisas que por lá se podem encontrar, mas as surpresas não se ficam por aqui. Este é um tema que mostra ser complexo e que aqui é tratado positivamente, de forma a tentar ultrapassar os vários preconceitos que existem associados a si.

Como afirma Leonel Alegre, da Unidade da Educação, Ciência e Cultura do Pavilhão do Conhecimento, “não é preciso estar doente para se cuidar da saúde mental, pois esta requer um cuidado permanente. Normalmente, as pessoas preocupam-se com o seu bem-estar físico, praticando exercício ou fazendo dietas, e esquecem-se de que o bem-estar da mente é tão ou mais importante do que este.”

lisboa2

Além de um local de diferentes aprendizagens, este é também um local de partilha de experiências. Fruto da parceria estabelecida com o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, a exposição conta com a participação directa e indirecta de pessoas que já viveram ou que ainda vivem com doenças mentais, seja através dos programas de rádio dinamizados por estes no local, pelos quadros da sua autoria ou até mesmo pelos testemunhos gravados e exibidos em suporte de vídeo por várias televisões espalhadas pelo recinto.

lisboa3

Esta é uma exposição muito emotiva e dinâmica, que leva os visitantes a experimentar algo de diferente e se distingue por ser a primeira a tratar a questão do bem-estar da mente num centro de ciência. Minuciosamente planeada, surge do trabalho conjunto de três grandes centros de ciência europeus: o Pavilhão do Conhecimento em Lisboa, o Universcience em Paris e o Heureka em Helsínquia.

Meritória de visita, foi também meritória do prémio Leading Edge Award, atribuído pela Association of Science Technology Centers na categoria de melhor experiência do público, devido à forma inovadora com que aborda esta problemática. Até Setembro de 2015, não percas a oportunidade de visitar esta fantástica exposição!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *