Desporto

A maldição de Aaron Ramsey

Difícil imaginar que um suposto “Deus” concederia o poder de matar celebridades a um simples futebolista galês. Facto é que “A maldição de Aaron Ramsey” é uma teoria real criada por fãs.

Tudo começou em 2011, quando Ramsey, que na época defendia as cores do Arsenal da Premier League, marcou um golo frente ao Manchester United. Coincidência ou não, a verdade é que o terrorista Osama bin Laden veio a morrer no dia seguinte.

Cinco meses mais tarde, desta vez frente ao Tottenham, o nosso carrasco de celebridades voltou à ação. Após ter balançado as redes nesta partida, durante a semana que decorria, Steve Jobs faleceu.

Com estas “coincidências” somadas à imaginação fértil dos internautas e a propagação super sónica da teoria, Ramsey começou a ficar famoso por executar celebridades assim que marca golos.

Em seguida é possível observar cada época do atleta galês, os golos que marcou e as celebridades que “matou”. Tirem as vossas próprias conclusões.

Esporte Fera

2007/2008: 2 golos e 1 morte: Buddy LeRoux, ex-dono da equipa de beisebol Boston Red Sox, dois dias após o golo;

2008/2009: 1 golo  e 0 mortes;

2009/2010: 4 golos e 2 mortes: Ted Kennedy, senador dos EUA, três dias após o golo; e Antonio De Nigris, atacante mexicano, no mesmo dia;

2010/2011: 1 golo e 1 morte: Osama Bin Laden, terrorista, um dia depois;

2011/2012: 3 golos e 3 mortes: Steve Jobs, fundador da Apple, três dias depois; Muammar Kadafi, ditador da Líbia, um dia depois; e Whitney Houston, cantora americana, um dia depois;

2012/2013: 2 golos e 3 mortes: Boris Berezovsky, empresário e político russo, um dia depois; Jorge Rafael Videla, ex-ditador argentino, três dias depois; e Ray Williams, jogador americano de basquete, um dia depois;

2013/2014: 16 golos e 2 mortes: Sid Bernstein, produtor musical americano, no mesmo dia; e Paul Walker, ator americano, no mesmo dia;

2014/2015: 10 golos e 1 morte: Robin Williams, ator americano, um dia depois;

2015/2016: 6 golos e 3 mortes: David Bowie, cantor inglês, dois dias depois; Alan Rickman, ator inglês, um dia depois; e Nancy Reagan, ex-primeira dama dos EUA, um dia depois;

2016/2017: 4 golos e 0 mortes;

2017/2018: 7 golos e 3 mortes: Bruce Forsyth, apresentador de TV inglês, sete dias depois; Ken Dodd, comediante inglês, um dia depois; e Stephen Hawking, físico inglês, seis dias depois.

Estas foram as celebridades cujas mortes foram ligadas aos golos de Aaron Ramsey até ao momento.

Artigo revisto por Ana Sofia Cunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *