• Artes Visuais e Performativas

    World press photo 2015

    Até ao passado dia 24 de Maio era possivel visitar, na sala de exposições do Museu da Electricidade, a grande exposição do World Press Photo, que todos os anos reflecte e revela os trabalhos de fotógrafos conceituados e reconhecidos a nivel internacional. Depois da apresentação na Holanda, onde tem a sua sede, a itinerância internacional da exposição World Press Photo iniciou-se em Lisboa. O fotojornalista dinamarquês Mads Nissen foi anunciado como o grande vencedor da edição de 2015 e a imagem vencedora retrata um momento íntimo de um casal homossexual em São Petersburgo, na Rússia, país onde as minorias sexuais enfrentam uma forte discriminação social e legal e crescentes ataques por…

  • Artes Visuais e Performativas

    Mação Allumar – As Astúrias na visão de Ballester

    O autor José Manuel Ballester é o segundo convidado de um projecto artístico da Fundação Maria Cristina Masaveu Peterson que tem por objectivo a criação de um fundo de imagens inédito sobre a região das Astúrias. A exposição esteve desde Fevereiro e até ao final de Abril no Museu da Electricidade, em Belém. Licenciado em Belas Artes em 1984 pela Universidad Complutense (Madrid), a carreira de José Manuel Ballester começou na pintura, sendo a área sobre a qual se dedica desde os anos 90, assim como a fotografia. Recebeu várias distinções, como o Prémio Nacional de Grabado (1999), o Prémio de Pintura Francisco de Goya (2008), o Prémio de Cultura…

  • Artes Visuais e Performativas

    Evento Ignite transformers – Nós fomos transformadas

    Quando eu e a Inês Monteiro chegámos ao Museu da Electricidade, num fim de tarde frio de Março, não sabíamos aquilo que nos esperava. À porta do Museu havia apenas uma placa que nos indicava o evento pelo qual até lá tinhamos ido: o Ignite Transformers. Fundada em Agosto de 2010, a Transformers é uma Associação sem fins lucrativos que se dedica a ensinar inúmeros jovens actividades que vão do futebol à pintura, para que estes possam intervir de forma positiva nas suas comunidades. Já a Ignite Portugal é um conjunto de eventos abertos à participação de todos e que gira em torno de apresentações sobre temas como inovação, criatividade…

  • Artes Visuais e Performativas

    O Periélio na ESCS

    Para quem não sabe, entre os dias 24 de Fevereiro e 6 de Março, esteve na Escola Superior de Comunicação Social a exposição do Periélio – o sonho de Ícaro de toda a humanidade. Mas, com um nome tão estranho, que exposição será esta? O Periélio é um blogue de literatura que conta com nove escritores e do qual eu faço parte. Todas as semanas damos asas à nossa imaginação e fazemos com que nasçam histórias mais ou menos bonitas, mas sempre ao nosso estilo. Por comemorarmos um ano de existência, achámos por bem mostrar uma pequenina amostra dos nossos mais de 365 textos. O nome do blogue é também…

  • Artes Visuais e Performativas

    A perna esquerda de Tchaikovsky

    Quando cheguei ao Teatro Camões, estava à espera de ver mais do mesmo. No entanto, rapidamente troquei de ideias: este é um bailado absolutamente fora do normal: não há um conjunto de variações do início ao fim do espectáculo, nem tão pouco entradas e saídas de bailarinas pálidas e vestidas com tutus e sapatilhas de ponta. Há uma história, a de Barbora Hruskova, contada na primeira pessoa e na companhia do pianista Mário Laginha. Quando era pequena, Hruskova queria dançar. Embora os pais lhe dissessem que não tinha jeito nem corpo para tal, após anos de treino, lá conseguiu fazer com que os seus ombros não tocassem as orelhas, que…

  • Artes Visuais e Performativas

    Memórias partilhadas

    Todos nós partilhamos memórias: tristes, felizes, daquelas que guardamos em armários e trancamos à chave e em gavetas que de tempos a tempos se abrem. Isto somos nós, pessoas. Mas quem disse que os objectos também não nos podem dar qualquer coisa para mais tarde recordar? No Teatro D. Maria II surge a peça “Memórias partilhadas”, sob a forma de três monólogos que nos contam as histórias de objectos que têm muito para partilhar. Com textos de Abel Neves, Peter Cann e Therese Collins, e encenação de Steve Johnstone, os actores Abel Duarte, Eduardo Correia e Paulo Duarte dão vida às histórias de três objectos: uma carteira, um lápis e uma almofada. A carteira…

  • Artes Visuais e Performativas

    But if you stay?

    Quem ainda acha que a dança não exalta a história de cada um de nós, nunca dançou. Nunca se atreveu a contar a sua história em cima de um palco ou a dar corpo a uma história por meio de terceiros. Isto foi o que Xiamen Barbosa fez. Uma coreógrafa já com alguns anos de experiência e que, actualmente, dá aulas na Academia de Dança Prof.ª Paula Manso, em Alverca do Ribatejo. Numa breve introdução, a coreógrafa, emocionada pelo trabalho realizado e ainda mais por celebrar o seu aniversário, confessou que a sua maior inspiração para esta criação foi o facto de voltarmos sempre ao local onde pertencemos e de…

  • Artes Visuais e Performativas

    As Horas de Sophia

    Se pelo Camões já haviam passado “Tempestades”, desta vez passaram versos. Os versos de Sophia de Mello Breyner Andresen. Os versos de uma poeta de mão cheia que, embora nunca tenha dançado, “dançou” todas as palavras que nos deixou, tantas vezes em papéis soltos, de um modo bastante semelhante àquele com que os bailarinos encarnam e sentem o que dançam em pedaços de madeira a que sempre chamarão palco. “As Horas de Sophia”, que se encerra em Dezembro, é uma das iniciativas realizadas ao longo deste ano no âmbito da sua obra poética e que acompanhou grande parte das produções da Companhia Nacional de Bailado (CNB). Um dos mais importantes…

  • Artes Visuais e Performativas

    Um século de modernices

    Já dizia Santa Rita, pintor do século XX, que o mais difícil é “ser original”. Talvez tenha sido por isso que nesse mesmo século, após todas as transformações vividas, se tenha edificado uma nova e presente corrente cultural: o modernismo, todo um novo traço de produção artística no qual se rompe com enraizados cânones de beleza e heranças culturais. No passado dia 1 de Novembro realizou-se uma conferência sobre este tema, iniciada com a menção do centenário da revista Orpheu e com a impossibilidade da celebração do mesmo por propostas vistas com algum indiferença no parlamento e com desagrado na comunidade literária. Os oradores foram Raquel Henriques da Silva (Professora…

  • Artes Visuais e Performativas

    Tempestades em palco

    Pelo Teatro Camões já passou de tudo, e eu já lá vi muita coisa: bailados, peças de teatro, conferências e os afins típicos de um conceituado espaço como este. Desta vez, vi Tempestades. Tempestades em palco que arrasaram a vista daqueles  que assistiam. Movimentos claramente tempestivos, inundados de cor e som, grunhidos e gritos de quem, para além do corpo, dava voz às tempestades que emergem no ser humano e foram replicadas por Rui Lopes Graça e Pedro Carneiro, coreógrafos da Companhia Nacional de Bailado, que têm como tema de trabalho o movimento alemão Sturm und Drang  (Tempestade e Ímpeto), nascido nas décadas de 60 e 70 do séc. XVIII. Esta…