• Capital

    Guia Capital em arroios: um dos espaços é novo e tem brunch

    Na zona mais multicultural de Lisboa há muito por conhecer. A ESCS MAGAZINE dá-te a conhecer três espaços na freguesia de Arroios. No primeiro, a tinta das paredes é bem fresquinha. Os Papagaios Fica na Rua Lucinda Simões e chama-se Os Papagaios. Já foi uma casa de comes e bebes, mas, pelas mãos de duas irmãs, tornou-se agora num espaço de comida com sabores de todo o mundo – desde a Tailândia ao Afeganistão – e tem os famosos brunch. Joana Amado – jornalista do Público durante 23 anos – decidiu deixar o jornalismo e dedicar-se à restauração. O seu mais recente projeto está a olhos vistos e a paladares…

  • Capital

    DUAS RODAS, UM GUIADOR E UM PÉ DE BALANÇO: SÃO AS NOVAS TROTINETES ELÉTRICAS

    LDesde os primeiros dias de outubro que as trotinetes elétricas andam na capital. Lisboa adere à tecnologia e a sociedade move-se sobre rodas. As trotinetes da LIME e da WIND já circulam nas ciclovias. Imagem 1 Trotinetes elétricas LimeC Depois das bicicletas, dos carros e dos motociclos, chegou a vez das trotinetes partilhadas. Uma das empresas impulsionadoras deste novo sistema é a LIME. A empresa americana está um pouco por todo o mundo: desde cidades nos Estados Unidos, até cidades europeias, como Paris e Zurique. A Portugal apenas chegaram as trotinetes elétricas, mas o primeiro lançamento da empresa foram as bicicletas partilhadas. Em Lisboa, há cerca de 200 a 400…

  • Desporto

    Segunda histórica

    “ (…) Convertemos em realidade as amenas conversas que tínhamos, que sonhávamos e conseguimos levar a um bom fim.” – António Feliciano Bastos David Pacheco, Rafaela Simões. Fotos: Catarina Albino O Grupo Sportivo de Loures é um clube histórico do concelho de Loures, fundado em 1913 por António Feliciano Bastos. Tem como sua casa o Estádio José da Silva Faria localizado na rua Travessa Luís Pereira da Mota, junto aos Bombeiros Voluntários de Loures. Ao nível de equipas, o G. S. Loures possui na presente época cerca de 215 atletas dos diferentes escalões de competição, começando no escalão sub-10 até à equipa sénior do clube, que se encontra atualmente a…

  • Capital

    Onde passar a meia noite na capital?

    OAmigos, família e até desconhecidos juntam-se para celebrar a chegada do novo ano. Lisboa vai estar em festa e tem muitas surpresas para quem quer entrar com o pé (e o ouvido) direito em 2019. A ESCS MAGAZINE reúne cinco eventos pela capital – quer gratuitos, quer não -, mas onde tens festa garantida. Não há frio que te faça ficar em casa quando o calor de milhares de pessoas está nas ruas de Lisboa. Casino Lisboa – The Gift “É fácil entender” que na noite de passagem de ano não vai faltar música no Casino. A banda The Gift vai atuar e tocar músicas do mais recente álbum –…

  • Capital

    Manjerica: Um “Manjar Rico” no Saldanha

    Ao subir a Avenida Praia da Vitória, no Saldanha, há uma seta que nos indica o caminho que procuramos: a Manjerica. Desde a porta até à cozinha, o ambiente e o conceito da Manjerica está presente em todo o restaurante. Restaurante, sim. O espaço que antes pertenceu à marca de roupa portuguesa Maria Manjerica foi transformado num local de bem-estar e de bem comer no dia 10 de agosto.   Porquê Manjerica? Podia ser só uma referência ao tradicional Manjerico de Lisboa mas há mais por detrás do nome Manjerica. A ESCS MAGAZINE conversou com Mariana, responsável pelo restaurante in loco, que nos explicou a origem do nome. “Nós queríamos…

  • Grande Reportagem

    A Vida Depois da Reforma

    Sessenta anos e quatro meses é a idade normal de pedido de isenção estabelecida pelo Estado português para 2018. Após a aprovação da candidatura, chega todos os meses uma pensão e há tempo de sobra. É o momento de tomar um novo rumo. O que fica depois de anos de trabalho e o que há para fazer? Acorda todos os dias mais cedo do que no período em que trabalhava. Às 8h, Rosa Azevedo, já está no hospital de Santo António, no Porto, para entregar o pequeno-almoço aos doentes que vão às consultas. Além deste serviço, Rosa, de 73 anos, também dá auxílio nas urgências e na ala oncológica. Entrou…

  • Grande Reportagem

    O Mundo Que Só Eu Leio

    O Braille é um sistema de escrita e leitura que existe há quase dois séculos. Ao longo do tempo, foi ganhando novas formas e novos acessos. O braille em papel, método tradicional de leitura para deficientes invisuais, sobrevive à era tecnológica. “H oje em dia está a abandonar-se muito o braille à conta das tecnologias, o que é compreensível. O braille, em termos de arrumação, ocupa muito espaço. Um livro vosso [normovisuais] são 20 volumes ou mais em braille, o que custa arrumar.” Cati de Matos Ramos, tem 42 anos e nasceu com deficiência visual. Há 7 anos, perdeu a visão total. O sistema braille foi criado pelo francês Louis…

  • Grande Reportagem

    Uma viagem biológica ao centro da cidade

    Chegam para arranjar o cultivo. Tiram as nabiças e plantam as favas. Adriano Fonseca e Maria Isabel, os proprietários da horta urbana da Quinta da Piedade, na Póvoa de Santa Iria, chegam sempre de tarde para cuidar dos alimentos. Entre regar, fazer novas plantações e aplicar os adubos naturais, Adriano Fonseca reconhece que “alivia o stress. É uma maneira de ter algumas coisinhas e de saber aquilo que comemos.” Produzir saúde e reduzir a poluição Quer seja em produtos alimentares, quer seja em têxteis, a agricultura biológica tem como princípio a qualidade da produção – alimentos mais nutritivos e saborosos e produtos de alta qualidade – e do ambiente, através…