Media

Breaking Bad: Como se cria um vilão

Breaking Bad não é a tua série habitual. Era uma vez um protagonista, um herói invencível que anda atrás de um grande vilão – esta é uma narrativa que pode ser assistida cada vez que se liga o pequeno ecrã. 

Walter White, o protagonista de Breaking Bad, não adota nenhuma destas caraterísticas. Não é um herói e nunca o tenta ser, mas também não é o típico vilão. É apenas um cidadão normal: tem uma mulher grávida e um filho com paralisia cerebral, e um modesto emprego como professor de química na escola local. Tem cancro do pulmão e é terminal. A doença é a impulsionadora de todos os acontecimentos que se procedem. Walter sabe que a sua vida, agora mais do que nunca, é temporária e terá de abandonar a família sem os poder ajudar, o seu pior pesadelo. 

Ao longo da série, é revelado que Walter White foi enganado ao vender a sua parte numa empresa multimilionária que ajudou a fundar. O seu antigo parceiro de negócios, Grey Matter, tenta oferecer-lhe dinheiro para pagar os seus tratamentos. Apesar de ter uma proposta milagrosa que iria ajudar aparentemente a resolver os seus problemas e os da família, este recusa por causa do seu orgulho. E é nesse momento que se vira para Jesse Pinkman.

Antes e depois de Walter White. Fonte: Zimbio

Jesse Pinkman é um pequeno traficante de droga e antigo aluno de Walter White. O professor, devido à sua genialidade e perícia na química, consegue produzir metanfetamina altamente pura. Esta sua habilidade consegue levá-lo a si e a Jesse longe no mundo de crime. Mas inicialmente planeia que a sua passagem na criminalidade seja temporária. Calcula a quantidade necessária para pagar as contas à sua família e depois regressaria à normalidade. Este homem na casa dos 50 tenta manter a sua vida secreta longe da família, algo que não é fácil, pois o seu cunhado trabalha na Agência Anti-Drogas da região.

Breaking Bad foi uma das séries de televisão mais vistas nos EUA e continua a ser aclamada apesar da sua estreia ter sido em 2008. Este sucesso é muito graças a Walter White e às grandes mudanças de que é alvo ao longo do enredo. A série não é de um mundo fantástico e foca-se em Walter e nas diferentes circunstâncias que o fazem modificar.

A personagem é nos apresentada como um homem simples e cidadão normal, que nunca quebrou nenhuma lei. Essa identidade inicial vai se esmorecendo enquanto Walter White se torna num barão da droga.

Fonte: Razão Inadequada

A deterioração da sua saúde roubou-lhe a normalidade. E sem doença provavelmente continuaria com a sua vida monótona que tinha experienciado até aquele momento. A doença é uma preocupação constante para a sua família e o agravamento é notório na personagem.

“Walter White, o traficante” talvez tenha estado sempre dentro de “Walter, o professor de química”. Assim como a raiva e o sangue-frio, que resultam num final inesperado na série.

Fonte da capa: Hugo Gloss

Artigo revisto por Ana Sofia Cunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *