Música

First Breath After Coma : Uma Lufada de Ar Fresco

Quando vivemos num país em cuja indústria musical se encontra saturada e os mais velhos não param de enxergar a cabeça aos mais novos, afirmando que “música era boa antigamente, hoje em dia é só ruído”, é sempre bom quando aparece uma banda sem medo de arriscar e recheada de talento e originalidade. De quem falo? De um grupo de jovens leirienses: First Breath After Coma.
Tudo começou quando Telmo Soares, Isabel Santos, Rui Gaspar, Roberto Caetano e Pedro Marques decidiram, em Março de 2012, iniciar um projecto musical de originais. Antes deste, alguns dos elementos tinham tocado juntos numa outra banda: os Kafka Dog. Foi nesse mesmo grupo que, após dois anos, decidiram que era necessário mudar de rumo – deixaram de se identificar com o estilo post-punk e grunge que praticavam. Sentiram que deveriam passar para outro nível. E foi assim que nasceram os First Breath After Coma, num registo que os próprios afirmam ser um “post-rock cantado”. Com influências como Radiohead ou Explosions in the Sky – autores da música que deu nome à banda (“First Breath After Coma”) -, o grupo leiriense mudou de registo e tem cativado as plateias.
O sucesso começou logo no ano de formação (2012), quando, ao vencer um concurso, conseguem actuar no Fade in Festival. Mais tarde, viriam a dar que falar no casting do Vodafone Mexefest. Já em Leiria, enchem salas mas a sua ambição vai mais além, embora sempre com os pés no chão, como afirma a banda em entrevista à Preguiça Magazine: “Queremos chegar ao Paredes de Coura”. Este parece ser um objectivo ao alcance de um grupo que, sem medida, tem inovado no panorama português e que, na minha opinião, pode ir ainda muito mais longe.
A jovial banda leiriense arriscou ao dar voz a um estilo essencialmente instrumental. E correu bem. Actualmente, já contam com um CD lançado, The Misadventures Of Anthony Knivet, e com uma agenda de concertos bem recheada. O seu público é essencialmente juvenil mas o seu talento, originalidade e ambição têm captado a inesperada atenção de uma faixa etária mais elevada.

fbac-tamt

First Breath After Coma é uma banda nova que encanta e surpreende. O projecto leiriense é uma lufada de ar fresco num país em que muitas das novas bandas saem descredibilizadas por falta de cultura musical da população ou por uma indústria que atingiu o ponto de saturação. O seu primeiro e único álbum é, assim, um trabalho de grande nível e originalidade. As influências são perceptíveis e The Misadventures Of Anthony Knivet é sempre sinónimo de um serão agradável, calmo e, acima de tudo, delicioso, não deixando ninguém indiferente.
https://www.youtube.com/watch?v=lRx5dFMIjKc
First Breath After Coma – The Escape

Avatar

O Tomás é um gajo com a mania de que sabe escrever e que tem opinião sobre tudo. Tem uma farta barba e reza a lenda que sem uma boa imperial nenhuma palavra lhe sai das mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *