Capital

Lisboa tem outra luz

Lisboa é, sem dúvida, uma cidade de muitas surpresas e, para aqueles que por ela se aventuram num passeio ou seguem o seu ritmo quotidiano, o Electric Words não é excepção. Até dia 9 de Novembro é possível encontrar diversas frases iluminadas que estão espalhadas pela cidade.

Diariamente, a um ritmo que não controlamos, somos bombardeados com informações escritas de diversas origens, seja o aviso da reunião do condomínio ou a greve que vai haver nos transportes públicos. Mas o reconhecimento destas informações já se processa de forma tão natural e automática que raramente paramos para pensar naquilo que lemos e para olhar o mundo à nossa volta com base em determinada perspectiva.

Com o intuito de testar a relação que as pessoas estabelecem com a linguagem, Tim Etchells suscita a sua curiosidade através desta exposição e provoca aqueles que por Lisboa passeiam ou seguem a sua rotina diária, introduzindo nos seus percursos uma história à qual não podem ficar indiferentes.

lx

Desde o dia 24 de Maio que é possível ver uma Lisboa mais iluminada. Os olhares mais atentos certamente terão notado uma nova presença por algumas ruas da cidade, seja nas varandas, nos telhados ou em outros locais pouco comuns, que garantidamente chamam a atenção de quem por lá passa. São os letreiros da exposição Electric Words, compostos por frases incompletas ou expressões em néon de diferentes cores, que desafiam a uma breve leitura.
Interpelando o leitor de forma directa e pessoal, cada frase ou expressão convida a um pensamento mais íntimo, a um diálogo interno ou mesmo à construção de uma narrativa. Isto permite que cada um possa ter o seu momento individual e único em pleno espaço público. O grande objectivo é levar as pessoas a pensar, analisar, sonhar e, acima de tudo, interrogar.

Pelas mãos do Alkantara Festival 2014, com o mecenato da Fundação EDP, a iniciativa Electric Words surge no âmbito da 2.ª edição do Bienal Artista na Cidade. Este ano, o nome escolhido para o projecto foi o de Tim Etchells, artista que lidera o grupo britânico “Forced Entertainment” e que já correu várias partes do mundo com exposições da sua autoria.

Será possível ler estas frases até ao próximo 9 de Novembro em seis locais diferentes: Museu da Eletricidade, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Maria Matos, Teatro São Luiz, Culturgest e British Council.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *