Sem Categoria

O rapaz dos sete ofícios

10822142_817623734946669_1110644783_nO curso de sempre

Barcelense de gema, foi a cidade de Lisboa que conquistou Tiago Varzim quando chegou a hora de ingressar no Ensino Superior. Mesmo com dúvidas, foi a Escola Superior de Comunicação Social que se tornou a sua segunda casa, e hoje, olhando para trás, não se arrepende de ter ficado. Até porque vir sozinho para uma cidade distante da sua foi uma experiência que o ajudou a crescer enquanto pessoa e a ser aquilo que hoje é, aos 19 anos de idade.

Focado em tirar jornalismo, Tiago revela ser uma pessoa muito querida por todos aqueles que com ele partilham o dia-a-dia. O curso é o seu trabalho, mas é também a sua paixão, que, como o próprio diz, faz“por gosto, mas sem ilusões. Sei que este é, acima de tudo, o meu trabalho. Mas é uma paixão também, até porque sem ela dificilmente o trabalho fica bem feito”.

O amor à rádio e a vida na ESCS FM

Quando entrou para a ESCS, Tiago tinha já a ideia de entrar para a ESCS FM, o núcleo de rádio da Escola, e, em conjunto com o seu amigo João Francisco Gomes, criar um programa – o Sotaques, onde os escsianos relembram as suas terras natais, numa conversa sem filtros. Têm o habitual questionário que “melindra qualquer convidado”. O programa passa às quintas-feiras, às 21 horas.

Porém, inicialmente, os dois amigos começaram por ser desafiados a integrar a equipa dos noticiários, desafio que Tiago prontamente aceitou e que o levou a ficar lá até hoje. O Sotaques veio mais tarde, e acabou por se tornar um programa de referência na ESCS FM, deixando a dupla muito contente.

Mas a ambição e o querer fazer mais era tanto que Tiago decidiu criar um programa sozinho: o Futuro à Vista. Para ele, fazia falta um programa que falasse de comunicação”. Este programa, que dura 30 minutos, traz à ESCS FM profissionais da área da comunicação e “pretende extrair das conversas importantes contributos para as nossas carreiras profissionais – porque todos sabemos que a experiência é a melhor conselheira.” O programa passa na ESCS FM todos os sábados, às 21 horas.

Desde o primeiro ano, Tiago tem visto o seu trabalho na ESCS FM ser reconhecido. De membro passou a coordenador da Sebenta, que é um programa diário que traz eventos culturais aos escsianos,e atualmente é o Diretor de Programas da ESCS FM.

Para a actual Directora-Geral deste núcleo, Cristina Manteigas, “o percurso dele na ESCS FM é resultado de querer fazer coisas novas e de não ter medo de começar projetos de raiz; não se deixa assustar com o trabalho, e isso é bom.”

Enquanto foi coordenador da Sebenta, Varzim deixou a sua marca. Para Sofia Coutinho, foi um prazer trabalhar com ele, dado que Tiago gosta de passar aos outros todos os conhecimentos que adquire, e, como o próprio diz, isto traduz-se “de forma a todos juntos sermos cada vez mais uma equipa melhor e mais bem formada”.

O rapaz das mil funções

Mas nem só a ESCS FM ocupa o tempo de Tiago. Ele é também Editor-Chefe de TV e Media no Espalha-Factos, que é um site especializado em cultura e no entretenimento formado por colaboradores que nada recebem, repórter no jornal Obli – jornal barcelense para onde escreve periodicamente – e ainda faz teatro amador numa companhia perto da sua terra.

Enquanto Editor-Chefe de TV e Media no Espalha-Factos, cargo que o próprio diz que serve “apenas no papel”, os colegas não escondem a satisfação que é trabalhar com ele.

Rita Fernandes considera que Tiago “é uma pessoa sempre disponível para ouvir as nossas questões e as nossas dúvidas. É compreensivo e, às vezes, chego mesmo a questionar-me sobre como é que ele consegue manter a calma em certas situações (por exemplo, quando não editamos as peças como deve ser).”

Como são colegas de curso e amigos, para Rita, “às vezes chega a ser estranho” vê-lo como seu editor. “Como somos amigos acabamos por ter aquelas piadas que só nós percebemos. Depois, quando chegam as alturas em que tenho, obrigatoriamente, de o ver como meu editor temos de manter uma relação mais discreta e não mostrar que somos amigalhaços e dois parvos que partilham as mesmas piadas”.

Apesar de se dividir entre muitos afazeres, Tiago consegue conciliar tudo e dar o seu máximo em todos os trabalhos que faz. Não gosta de falhar, e a ambição é quase uma forma de ser para si. Alguns amigos seus, como Joana Santos, ex-Directora-Geral da ESCS FM, aponta esta “vontade de não falhar” como um dos problemas de Tiago.

Para além do jornalismo, a pessoa.

É este o Tiago que corre pelos corredores da ESCS, sempre agarrado ao seu pequeno amor, o computador portátil, um parceiro fiel que o ajuda nesta caminhada que está a trilhar e que tantas vitórias já lhe deu, mesmo estando ainda no segundo ano de Jornalismo.

Como Sofia Coutinho diz: “vejo-o sempre com um computador na mão, sempre de um lado para o outro, e sei que se esforça, e que quer sempre o melhor e está sempre pronto a ajudar”.

Mais do que os cargos que tem, para José Morais, outro dos seus colegas de faculdade e um dos seus amigos mais próximos, “o Tiago é um amigo. Uma das primeiras pessoas que eu conheci na faculdade e que tem estado ao meu lado desde então, por isso acho que deve ser bastante paciente! Quando olho para o Tiago vejo uma pessoa com quem posso aprender, e muito, mas, acima de tudo,vejo uma pessoa com quem posso falar sobre tudo”.

Para Cristina Manteigas, “existe o Tiago, que é meu amigo fora da ESCS FM, com quem sei que posso contar para tudo, é a pessoa a quem peço os conselhos mais pessoais e a quem conto as maiores barbaridades. É um Tiago menos ocupado e com mais tempo para lanches e jantares”.

Já para Sofia Coutinho, o Tiago é o seu “melhor amigo. Aquela pessoa que só com um olhar me acolhe. Que com os seus sorrisos e abraços me sabe deixar feliz. A pessoa que me dá o ombro quando tenho de chorar, e o braço para me ajudar a levantar. Sempre aqui para mim, à distância de um telefonema, de uma gargalhada ou de um simples copo de vinho”.

Depois da ESCS

O maior desejo de Tiago é conseguir arranjar emprego em Lisboa, quando acabar o curso, apesar de a sua terra natal ser Barcelos. Este é o desejo de muitos escsianos e Tiago tem lutado muito por esse objetivo.

“Jornalismo é o meu objetivo de vida”; e, por este objetivo, Tiago não tem medo de lutar. Dedicar a vida ao jornalismo é, neste momento, aquilo que o move neste caminho que está a trilhar e que a todos os que com ele partilham o seu dia-a-dia tem orgulhado. Tiago tem deixado a sua marca por onde tem passado.

Assim como a Escola Superior de Comunicação Social se tem revelado uma escola diferente de todas as outras, Tiago também vai marcar a diferença quando chegar ao mundo laboral. Será mais do que um jornalista “a mais”. Será o jornalista Tiago Varzim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *