• Opinião,  Secções

    Matas-me o tempo?

    Escrevo-te agora. Se é tarde demais? Sim. Mas o homem pode errar mesmo que tenha sido 10 anos depois do tempo. És e serás o meu primeiro tudo. Agora dormes como nunca o antes fizeste, em paz. Os miúdos estão bem, não te preocupes. As paredes têm-me feito companhia, já conheço cada frecha, cada lacuna do tempo e do espaço. A mão já treme, também ela sabe que eu sem ti nunca encontro o chão, nunca estou seguro. Não posso estar. O Fernando lá me liga (parece que burro velho aprende mesmo novos truques) de mês em mês para combinar uma almoçarada. Parece que sem a mulher ganhou uma nova…

  • Atualidade,  Informação

    Violência doméstica: o drama que não pára

    Hoje soube-se o resultado do relatório anual sobre a violência doméstica que mostra que há mais queixas de violência física no namoro do que no casamento. As estatísticas mantêm-se semelhantes aos anos anteriores, sendo que houve no ano passado mais queixas de violência física no namoro do que nos casamentos, com uma media de casos analisados na casa dos 28 anos. Este relatório dá conta de que 89% das queixas apresentadas se referiam a agressões físicas entre namorados, sendo que as agressões psicológicas não ficam muito atrás, com uma percentagem de 73%. Nos casamentos, as queixas não são significativas. Isso pode explicar-se pelo facto de no namoro ainda não ter…