• Música

    Seremos filhos da liberdade?: Freedom Child por The Script

    Após um hiato de três anos, os The Script regressaram com o seu quinto álbum, sucessor de No Sound Without Silence (2014). Para a maioria dos críticos, serve para escrever leads jocosos como: “O Trump está na Casa Branca, o Reino Unido está a sair da União Europeia. Quem é que nos fará perceber este mundo dividido?”. No entanto, Freedom Child não é sequer, como a maioria lhe quer apelidar “uma pior versão dos The Police quando se viraram para a política” (como se pode ler no site Evening Standard). Em algumas das faixas, revela-se como a materialização da revolta e expressa a utilização da música como forma de liberdade…

  • Música

    More Life, a Playlist by Drizzy Drake

    Um ano após a estreia de Views, Drake apresenta-nos um novo álbum intitulado de More Life, tendo sido “Fake Love” o primeiro single do mesmo. O álbum lançado é visto como complexo, variado, agressivo e sincero. Este contempla-nos com uma organização musical divergente, fundindo Hip-Hop, R&B e Pop, no decorrer das tracks, como que uma coletânea de músicas pessoais feita por alguém com uma personalidade camaleónica. São e notar as diferentes inspirações encontradas no álbum, sendo que num momento estamos a ouvir hip-hop ao estilo de Drake, relembrando-nos dos seus grandes tempos de “Thank Me Later” e, no minuto seguinte, estamos a ouvir “Passionfruit” ou “Fake Love”, remetendo-nos para o…

  • Música,  Secções

    Sim, estamos em outubro. Sim, ainda estamos a tempo de falar de Angel Olsen.

    Depois de Burn Your Fire For No Witness (2014), a menina do Missouri regressa com novo álbum, porte de mulher e um leque de canções arrepiantes para nos deixar de queixo caído. My Woman foi editado no dia 2 do mês passado e veio para ficar. Confirma-se: Angel Olsen voltou em força. Se em 2014 os ouvidos do mundo ficaram arrebatados com a entrega estrondosa que se ouvia em Burn Your Fire For No Witness, então o que não lhes terá acontecido no mês passado. Álbum novo, vida nova – poder-se-ia dizer – mas a verdade é que esta é a mesma Angel Olsen que nos cantava com ternura, acompanhada…

  • Música,  Secções

    Villa Soledade: e o céu explodiu.

    Foi enquanto quarteto que os Sensible Soccers se fizeram ouvir a partir de Vila do Conde para Portugal inteiro, tornando-se uma das bandas mais importantes e refrescantes do panorama musical nacional. Se “Sofrendo Por Você” foi o som pré-LP mais sonante do grupo que cativou a atenção de alguns, o álbum de estreia “8” ditou que a sua presença iria ser duradoura. A banda apresentou na Galeria Zé dos Bois nos passados dias 12 e 13 de março, com ambos os concertos esgotados, o novo álbum, lançado no primeiro dia do mês, “Villa Soledade”. Será que, depois de um álbum aplaudido por todos, o agora trio iria superar-se a si…

  • Música,  Secções

    À conversa com Old Jerusalem

    Depois de um período de interrupção desde o último álbum, editado em 2011, Old Jerusalem (projeto musical de Francisco Silva) regressa aos discos com “A Rose Is A Rose Is A Rose”, o sexto trabalho editado. “A Rose Is A Rose Is A Rose” apresenta uma versão de Old Jerusalem mais expansiva, ainda que sempre centrada na atenção às canções e à forma eficaz e agradável de as comunicar ao ouvinte. Este disco conta com a parceria de colaboradores habituais (como o produtor Paulo Miranda e o baterista Pedro Oliveira) e os contributos de músicos e técnicos que trabalham pela primeira vez em disco com o projecto (Filipe Melo no…

  • Música

    Vem aí um álbum de Kurt Cobain!

    Não, não estão a alucinar e não, não recuámos até ao início dos anos 90! É mesmo um álbum a solo de Kurt Cobain, o mítico líder dos Nirvana falecido em 1994. A notícia foi confirmada por Brett Morgen, realizador do documentário sobre Cobain, “Montage of Heck”. Morgen disse à revista americana Bedford and Bowery, quando questionado sobre as mais de 200 horas de áudio a que teve acesso, que iriam “lançar um álbum incrível este verão que penso que vai responder a essa pergunta”. Além disso, o realizador adiantou que o álbum vai “surpreender as pessoas” e lembrou que não é um disco de Nirvana; é apenas de Kurt…

  • Música

    Enter Shikari: The Mindsweep

    Três anos depois de “A Flash Flood of Color”, os Enter Shikari lançam o mais recente álbum de estúdio, intitulado “The Mindsweep”. Qual é o avanço? Descrever a sonoridade desta banda não é uma tarefa fácil. Não há propriamente um género específico no qual eles se enquadrem. Rock, post-hardcore, eletrónica e dance music são algumas das armas que os Enter Shikari têm no seu arsenal, em conjunto com uma enorme facilidade de misturar todos estes elementos. Não é só pela enorme criatividade no que toca à fusão de géneros sonoros, mas também os temas que abordam nas letras. Relacionamentos falhados, carpe diem e todos os outros clichés tão típicos não…

  • Música

    Vira o disco e toca o mesmo, mas ainda bem!

    Passados dois anos do lançamento do último álbum, os diabos saltaram da cruz e vieram dançar. O homónimo “Diabo na Cruz” chegou para pôr o mês de Novembro menos frio e mais festivo. A banda, que já nos havia contemplado com os temas “Vida de Estrada” e “Ganhar o Dia”, faz-nos ganhar o dia lançando o seu terceiro álbum de estúdio. Quem conhece os Diabo na Cruz sabe que os seus arranjos são uma mistura de música popular portuguesa com um rock bem mexido e conciso. No entanto, neste LP, a banda lançou-se para caminhos mais electrónicos e focou-se numa sonoridade muito mais “despreocupada”. Nada muito exagerado; diria mesmo a…