• Opinião,  Secções

    Pais de plástico

    Queridos “pais”, Obrigado. Não como agradecimento mas como obrigação. Sinto a necessidade de me expressar pelos outros, por aqueles que não têm como o fazer, frágeis à vida e fora dela. Vida como instituição, como padrão preconizado de atos e ações pré-concebidas e pré-aceites. Nós vivemos à margem. Somos objetos de recreio, com data expirada mesmo antes do consumo. Aceitamo-lo. Não há que granjear ou amaldiçoar a nossa sorte. Somos órfãos. Desprezados por quem nos devia amar e deixados ao esquecimento por quem nos devia respeitar. Somos o resultado lógico de abortos falhados ou catolicismo oco. Se tivermos a “sorte” de ter tido pais, então foram-nos retirados por demonstrações de…

  • Atualidade,  Informação

    CDS-PP lança projeto-lei que visa deixar os pais assistirem a cesarianas

    Na maioria dos hospitais públicos, os pais não podem assistir aos nascimentos dos filhos por cesariana. Embora esteja em vigor uma lei que permita este procedimento, a mesma dá aso a mal interpretações e, como tal, conduz a possíveis proibições de se assistir ao parto. O CDS-PP quer, então, clarificar esta lei. Chegou esta semana à Assembleia da República uma petição por parte do partido CDS-PP, que visa clarificar a atual lei que permite aos pais assistirem ao nascimento dos filhos por cesariana. Embora tal já esteja em vigor nos hospitais privados, o mesmo não acontece com os públicos. Segundo esta lei, os pais podem assistir às cesarianas. No entanto,…

  • Informação

    Portugal: um país que está na “moda”, diz Paulo Portas

    O vice-primeiro ministro, Paulo Portas, apresentou, este sábado, Portugal como um país que está na “moda”. No entanto, considerou que o turismo é um sector sustentável, uma vez que existem muitas razões para visitar uma região com um mix especial. “Portugal está manifestamente na moda e eu acho que o turismo é sustentável, para além da moda, em Portugal. Há muito boas razões para vir ao nosso país”, afirmou o deputado, em declarações aos jornalistas, durante uma visita à 13ª edição da feira de viagens Mundo Abreu, que decorre este fim-de-semana em Lisboa. Salientou ainda que há “muitas razões diferentes de muitos públicos diferentes para escolher Portugal como destino”. O…

  • Opinião

    Precisamos de um psiquiatra

    Somos limitados. É algo enraizado na nossa essência; algo que vai muito para além da geografia: somos pequenos porque a nossa mentalidade é pequena. Temos o campo de visão limitado pelo excesso de interesse que demonstramos ter por nós próprios. Não há maneira fácil de o dizer: somos um país egocêntrico. O nosso enfoque é quase sempre nacional, delimitado pelas nossas fronteiras físicas e pela clausura da nossa psique: as crises internas, os escândalos internos, a economia interna. Padecemos do “síndrome da cortiça”. Paradoxalmente, o nosso povo sempre foi adjetivado como anémico. Tudo está mal. Todos conspiram contra todos. Somos a prova viva da esquizofrenia. O Governo é parasítico, mas…

  • Opinião

    A galinha dos impostos de ouro

    Um dos meus princípios como esquerdista é a forte crença na forma como se deve gerar a riqueza: de baixo para cima. O capital produz-se pelo aumento do poder de compra da população e pela soma das pequenas contribuições de todos nós. Mais dinheiro na classe média equivale a mais consumo, a mais receitas para o Estado, a um aumento galopante do produto económico do país, à criação de empregos e infraestruturas, a um aumento da qualidade de vida da população, que, consequentemente, equivale a um maior consumo… ad infinitum. É um sistema esteticamente belo, inclusive, visto que acaba por ser a metáfora para o mundo todo de mãos dadas,…