Informação

António Costa alerta para a perda dos mais qualificados

António Costa, secretário-geral do PS e candidato às eleições legislativas, alertou para a perda de jovens qualificados que tendem a emigrar para fugir ao desemprego.

1
Foto retirada do Jornal Público

Num encontro de socialistas e simpatizantes realizado no passado domingo, em Viseu, o líder socialista fez questão de alertar para o fenómeno, afirmando que “O país não se moderniza perdendo os seus melhores (…) só se desenvolve se conseguir fixar esse capital humano”.

As razões para este fenómeno emigratório não se prendem apenas com a falta de emprego, como António Costa afirma, visto que a maioria dos jovens estavam empregados, mas em situações precárias com salários e condições indignas.

Este movimento migratório, que não ocorria desde 1966, o ano em que mais portugueses emigraram, voltou a acontecer em 2013; um retrocesso que António Costa julgou não ocorrer mais.

O candidato aproveitou o seu discurso para fazer fortes críticas ao Governo, o qual acredita que “fracassou nos seus objectivos” nos últimos quatro anos, dando como exemplo a falha na gestão da dívida e na economia, apresentando como consequência o défice de desenvolvimento do país.

O alerta terminou com o anúncio de “um programa mobilizador” onde sublinha que a participação da sociedade é fundamental para que esta e outras situações sejam corrigidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *