• 7ª Arte

    Cartoons: a evolução do cinema com bonecos

    Numa crónica sobre um debate moral entre o que deve ou não deve ser um desenho animado, conto-te um pouco do percurso dos bonecos animados e as transformações pelas quais passaram. Cartoons ou, na tradução portuguesa, desenhos animados ou animações, marcam a vida de quase todos os seres humanos. Alguns em períodos mais embrionários da sua estadia no planeta terra, já outros guardam consigo rotinas deste hábito de consumo. Claro que o conceito de cartoon mudou com o tempo e hoje em dia é muito mais do que uma mera ilustração por meio da qual é possível produzir-se efeitos humorísticos, de sátira e caricatura. A indústria evoluiu e hoje em…

  • Grande Entrevista e Reportagem

    Geração do fado

    O início O fado  deriva da palavra latina “fatum” (que também deu origem a “fada”) e significa “destino, sina, sorte, fortuna e fatalidade.” Este estilo musical é conhecido nacional e internacionalmente como sendo tipicamente português. Há quem diga que não é uma canção, outros descrevem-no como um poema, para outros é a transmissão de sentimentos sem igual. A arte do fado tem uma carga vista por todos como nostálgica e saudosista, expressiva e profundamente sentimental. Há quem internacionalmente considere o fado o “blues” português, porque com acordes menores e com o relato muitas vezes da vida sofrida chega às pessoas como um estilo que facilita as lágrimas. Para os portugueses…

  • Media

    Se queres perceber porque é que fomos parar ao salazarismo, vê “Vento Norte”

    A RTP continua a investir em produções portuguesas e, mais uma vez, com ingredientes históricos muito ricos. “Vento Norte” ainda mal começou e já se percebeu que a nova aposta da RTP fala de muitos temas nunca antes explorados. Na série que retrata os “loucos anos 20” portugueses, investiu-se mais de 200 mil euros por episódio. Sopram ventos esperançosos para aquilo que poderá vir a ser a continuidade de uma série portuguesa que promete superar produções como “Madre Paula”, “Filhos do Rock”, “O Atentado”, “Conta-me Como Foi”, entre outras. A nova produção da RTP, para além de contar com um elenco de luxo – como já é apanágio do primeiro…

  • 7ª Arte

    Bruno de Almeida: O cineasta morcego que gosta de fazer filmes de tragicomédia, boxe e fado

    Bruno de Almeida é um dos realizadores portugueses com mais sucesso a nível internacional no cinema independente. Já foi premiado em Cannes e nunca atingiu um patamar de grande relevo nacional. Não fez a escola de cinema e o conselho que dá aos jovens é venderem tudo aquilo que for possível para comprar um objeto valioso. A paixão pelo realismo urbano e uma carreira recheada de prémios internacionais são algumas das componentes que associamos a Bruno de Almeida. O músico, produtor, argumentista, editor e realizador de 56 anos consegue produzir autênticas preciosidades tanto no documentário, como na ficção, sem ter uma notoriedade significativa no grande público. Nasceu em Paris e…

  • 7ª Arte

    Luís Ismael é uma lufada de ar fresco no cinema português: afinal, quem não gosta de pipocas e Coca-Cola?

    Luís Ismael, mais conhecido como o “Tone” de Balas & Bolinhos, é hoje um realizador de sucesso internacional. Será que é desta que vamos poder diversificar um pouco o consumo de filmes portugueses? Há luz ao fundo do túnel para além do cinema de autor e dos filmes noveleiros e teatrais? Eu acho que a esperança pode ser depositada no realizador, ator e empresário portuense. O cinema nacional tem sido criticado, quer interna, quer externamente por vários motivos, tais como: a falta de artifícios, de enredos e a ausência de investimento na componente estética e realística. Não é fácil conseguir subsídios e apoios no cinema português – a lógica está…

  • 7ª Arte

    10 dramas que marcaram a última década

    É a olhar para o futuro que se evolui. No entanto, por vezes, convém analisarmos aquilo que foi feito no passado. Todos os intervenientes na construção de um filme merecem ser analisados e valorizados e as obras-primas da última década ficarão para sempre cristalizadas na História da arte e nas nossas mentes. Posto isto, qual será o top 10 dos dramas que marcaram a última década? Estamos em pleno século XXI e o cinema está em constante mutação e evolução. Os anos vão passando e é sempre bom carregar no botão de “pausa” e apreciar o que de bom já foi feito. Como diz uma amiga minha, “vivemos num tempo…

  • 7ª Arte

    Get Out: Uma análise fundamentada a uma pequena desilusão

    A obra de Jordan Peele fala-nos sobre racismo e hipnose. Uma análise de um tipo que nunca vê filmes de horror nem de terror. O filme Get Out – Foge, em português – pertence aos géneros cinematográficos “mistério”, “thriller’‘ e ”horror”. Não podemos depreciar o filme pelo facto de não cumprir os requisitos que se exigem a uma produção de classe média alta de Jordan Peele. Olhemos para a obra de três ângulos diferentes: primeiramente, é necessário analisar o guião, as falas e a fluidez com que os atores conseguiram encaixar os diálogos durante a ação. Apesar de ter ganhado o prémio da Academia em 2017 na categoria de “guião”,…

  • Música

    Duas Personas e um texto de opinião

    Estaremos nós a ser invadidos por uma cultura repressora? O músico terá uma responsabilidade moral enquanto difusor? Dois elementos dos Persona 77 abriram as portas e as suas visões do mundo à ESCS Magazine. “Nenhuma forma de arte invade a nossa consciência da forma que o cinema faz, entra diretamente nos nossos sentimentos, profundamente nos quartos escuros das nossas almas.” – Esta afirmação do realizador sueco Ingmar Bergman é o mote perfeito para enquadrar a banda Persona 77 no contexto da liberdade atual. Da sétima arte nasceu a intemporal obra Persona, do realizador sueco – criação idealista, inovadora e genuína. E da voz dos jovens membros dos Persona 77 nasceu…

  • Grande Entrevista e Reportagem

    MAAT: Museu para jovens?

    O MAAT já começou a partilhar as suas novas obras – de arquitetura a cinema, de tecnologia experimental a pintura e música. São inúmeras as novidades a partir do mês que se avizinha. Cada vez mais o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia alberga mais atividades inovadoras que atraem jovens ávidos pelo conhecimento. Dia 5 de outubro o MAAT faz três anos Já dizia o jornalista e comentador Daniel Oliveira, em entrevista ao Comunidade Cultura e Arte: “(…) nós vivemos em Portugal com a ideia de que a nova geração lê menos, vê menos cinema, e os números dizem o contrário.” Este depoimento é um ponto de partida para aquela…

  • Música

    Dex Duda: O futuro do Hip Hop português mora no Cais do Sodré.

    Já foi visto como uma enorme promessa do Hip Hop português quando ainda era praticamente um pré adolescente. Da ascensão à velocidade da luz ao período da escuridão. Dex Duda retorna com “fome de sucesso”. Com mãe portuguesa e pai norte-americano, Edward André Sousa Goltz cresceu no seio de uma família ligada aos blues e ao jazz. O pai é músico e produtor e a mãe violinista na orquestra sinfónica do Teatro Nacional S. Carlos. “Nem eu sei como é que vim aqui parar” (risos), afirma Dex Duda referindo-se ao Hip Hop. A sua irmã, Tânia Marvão, revela que as noites ao serão cessavam muitíssimas vezes ao som da guitarra…