• Opinião

    O estigma da perfeição já chegou à tua vulva?

    Nascer mulher teve, desde sempre, fardos associados: estar privada do prazer sexual, ser vista como meramente um ser reprodutor, não ter independência, não ter voz, entre outros. A mulher sentiu-se desde sempre acorrentada e presa numa torre. Aquilo de que nós não nos lembramos é que a emancipação feminina despertou o gosto pelo luxo, pela vaidade, pela sexualização da mulher, pelos estereótipos do corpo feminino perfeito. Despertou tudo isto, porque enquanto mulheres queríamos afirmarmo-nos, assim como queríamos ter voz, mostrar ao mundo e, sobretudo, a nós mesmas que não precisávamos dos homens. Éramos tão reprimidas e sentíamo-nos tão inferiorizadas que vimos isto como uma oportunidade para nos desprendermos do antigo…