Desporto

Kutchy: A vida de um jovem atleta na pandemia

Fonte: Foto fornecida pelo Entrevistado.

Edmilson Sá, mais conhecido por “Kutchy” no mundo do futsal, é atualmente jogador do Torreense, cedido por empréstimo pelo Sport Lisboa e Benfica. Kutchy fez grande parte da sua formação no Benfica, contando com 9 anos de “águia ao peito”. A nível de seleção, o jovem jogador já conta com 6 internacionalizações e 5 golos apontados pela seleção nacional U19.

Entrevistámos Kutchy com o intuito de perceber melhor como tem sido esta época desportiva em contexto de pandemia. É de se recordar que março de 2020 foi um mês muito negro para o desporto nacional. O aparecimento da Covid-19 fez com que muitos campeonatos acabassem por ser suspensos e, mais tarde, imediatamente cancelados. Kutchy afirma que, na altura, começou a preparar-se para o pior. Por ser ainda júnior, já esperava que o campeonato fosse cancelado – algo que, infelizmente, chegou mesmo a acontecer.

O próprio chegou a ter Covid, vendo-se obrigado a entrar em isolamento durante duas semanas. Quando esse triste tempo terminou, Kutchy foi presenteado com uma grande notícia: iria realizar a pré-época com a equipa principal do Benfica. Quanto a esse acontecimento feliz, o jovem jogador não esconde a alegria de poder realizar aquilo que, para muitos, seria um sonho.

Fonte: Foto fornecida pelo Entrevistado.

É um orgulho; não são todos que lá vão”, afirmou. Acredita também que foi um voto de confiança por todo o trabalho que tem vindo a desenvolver durante os seus anos de formação. Conta ainda que foi muito bem recebido, completando o seu raciocínio com: “depois foi só adaptar à equipa”. Reforça ainda que sentiu um grande impacto na transição de juniores para seniores. Porém, sabe reconhecer que esse impacto se tornou mais fácil de suportar devido ao facto de poder contar com o apoio e com os ensinamentos passados pelos colegas de equipa: “Cresci e comecei a encarar as coisas de outra maneira”, confessou Kutchy. Comentou ainda a infelicidade que foi viver um momento importante como este sem poder contar com os adeptos na bancada: “Sentes uma diferença enorme”. O jovem jogador afirma ainda que ter público na bancada acaba por o motivar ainda mais.

Entretanto, o campeonato de juniores não dava sinais de que iria começar. Assim sendo, foram tomadas medidas: em novembro de 2020, Kutchy acabou por ser cedido por empréstimo ao Torreense, que atua na Segunda Divisão Nacional. Conta ainda que se ponderou que o mesmo fosse promovido à equipa principal, mas o facto de os horários escolares não coincidirem fez com que o jovem jogador acabasse mesmo por ser emprestado. Questionado sobre a possibilidade de fazer parte do plantel sénior do Benfica num futuro breve, Kutchy rapidamente afirmou: “Acredito. Acredito sempre” – demonstrando uma forte confiança naquele que poderá ser o seu futuro na equipa da Luz.

Fonte: Foto fornecida pelo Entrevistado.

Quanto à adaptação no Torreense, Edmilson diz que foi “tranquilo”. Ainda assim, afirma que nas primeiras semanas andou mais sossegado, mas que, assim que ganhou confiança com o grupo, tudo mudou e acabou por se soltar mais. A realidade é que Kutchy andava a fazer brilharetes no seu novo clube, colecionando excelentes exibições semana após semana, até que a Covid-19 teve de atacar novamente.

Deu-se a segunda vaga de confinamento e as competições consideradas “não profissionais” tiveram de ser suspensas. Sobre isso, Kutchy diz que “foi aborrecido”. Conta que já estava a ganhar ritmo e a sentir-se confiante até que, mais uma vez, a Covid teve de “cortar as asas” ao jovem jogador. Diz que começaram a ter treinos por Zoom, onde se trabalha principalmente o aspeto físico. Comentou ainda o facto de apenas a Primeira Divisão continuar a competir por ser considerada uma “competição profissional”: “depois tu paras e só ficas a ver jogos; é um bocado triste.”. Felizmente, os treinos e a competição regressaram e os objetivos são bem claros. Kutchy diz que não pensa em objetivos individuais e que se preocupa apenas com o sucesso coletivo. O Torreense tem feito uma excelente campanha na Segunda Divisão, sendo, indiscutivelmente, um dos favoritos para a subida. Edmilson assume que a subida é, claramente, o objetivo principal para esta equipa de Torres Vedras. Apesar de ter este objetivo claro, pode ser complicado encará-lo sabendo que, a qualquer momento, o campeonato pode ser suspenso devido ao “bicho-papão” – Covid-19. Kutchy demonstra que essa possibilidade não o assusta: “não penso em parar”, afirmou. Concluiu ainda que esta condicionante não afeta a sua forma de trabalhar.

Fonte: Foto fornecida pelo entrevistado.

A nível de seleção, ocorreram, nos passados dias 4 e 5 de maio, dois jogos de preparação no escalão de U19 frente à Espanha. Kutchy esteve presente e fez o gosto ao pé por duas vezes (um golo em cada jogo). O nível que o jovem jogador apresentou nestes jogos foi deveras surpreendente. Isto porque, à partida, seria um dos jogadores que, eventualmente, poderia estar com menos ritmo.

Mesmo que este estágio tenha corrido da melhor maneira para o nosso entrevistado, houve um fator que faltou: os adeptos. Kutchy comentou a forma como o hino, que é um momento tão emocionante, pode parecer tão “banal” com a falta do público nas bancadas: “Durante o hino, eles cantam contigo; torna o momento mais especial”.

Apesar de existirem estes fatores menos positivos, o jovem jogador mantém-se focado nos objetivos na seleção, assumindo que quer marcar presença no Europeu U19, que irá decorrer no mês de setembro do próximo ano.

Fonte: Foto fornecida pelo Entrevistado.

Mesmo que não esteja a ter a época desportiva que desejaria (muito devido às paragens implicadas pela Covid), Kutchy assume que se sente privilegiado – “Sinto-me um pouco porque, no final de contas, acabei por competir” –, visto que muitos outros jovens da sua idade não tiveram a mesma oportunidade de competir durante inúmeros meses.

Por fim, só nos resta agradecer a disponibilidade e desejar ao nosso entrevistado o maior sucesso para o seu futuro.

Artigo revisto por Andreia Custódio

Latest posts by Tiago Rosário (see all)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *