Capital

Não há escapatória possível – os escape games chegaram a Lisboa

Gostas de desafios? Estar trancado numa sala com um cronómetro soa-te a uma tarde bem passada? Então os Escape games podem ser exactamente o que procuras.

Trazendo um conceito de “live game” até Lisboa, as opções têm-se vindo a multiplicar. Há-as para todos os gostos: temáticas, ao estilo Sherlock, assustadoras, ou científicas.

Num mínimo de dois e máximo de cinco jogadores, o leque de ofertas tem-se vindo a multiplicar. Regra geral, em qualquer uma delas o cronómetro marca 1h, sendo proposto aos corajosos que se libertem neste tempo.

Consoante as regras locais, assim podem ou não existir ajudas, sendo que no final todos saem da sala, mas só alguns saem vitoriosos em contra-relógio.

Desengane-se quem achar que as opções são poucas.  Na Capital, mais propriamente na zona da baixa Lisboeta, as opções são pelo menos seis:  Locked in Riddles, Enigma Lisbon, The escape hunt experience, Lisbon escape game, Escape the room, ou Escape Rossio.

Cada sala em cada empresa tem uma história ou enigma por resolver. Uns com mais história ou semelhança com a realidade que outros. A “wild card” em termos de temática da sala é a sala de terror no Enigma Lisbon, onde para além da adrenalina de se resolver os mistérios da sala, temos a componente de terror para quem queira o extra.

As provas apelam ao raciocínio matemático, a técnicas de filmes 007, ou a deduções básicas. Todos os sentidos são postos à prova e os jogadores têm de se mostrar perspicazes e trabalhar em equipa.

Com walkie-talkies, câmaras e luzes, o ambiente é de descoberta e quem experimenta promete voltar e fazer melhores tempos ou deixar-se impressionar novamente.

Esta é a nova “trend” na Capital que promete viciar os participantes a entrarem em aventuras. Os preços variam consoante o número de participantes, oscilando entre os 20 e os 70 euros consoante o dia da semana, a sala em questão, e as ofertas e descontos disponíveis. Porém, quem experimenta garante que o preço é uma questão elementar e que o (pouco) tempo é muitíssimo bem passado.

A onda dos escape games chegou em grande à Capital. E tu, consegues escapar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *