Música

O Jazz de Gaga e Bennett

Já imaginaste a artista pop Lady Gaga a cantar jazz? Não? Agora já não precisas de o imaginar: já podes ouvir. Chama-se Cheek to Cheek e junta Lady Gaga a Tony Bennett, num registo exclusivamente jazz.

gaga

O veterano Bennet, que conta com 65 anos de carreira no mundo da música, e a estrela pop Lady Gaga conheceram-se em 2011 e desde aí que se falava sobre a gravação de um dueto entre eles. Esta colaboração acabou por se concretizar no álbum Duets II, de Tony Bennett, com o tema “The Lady is a Tramp”, mas não quiseram ficar por ali. Cheek to Cheek começou a ser pensado em 2012, na altura de Born this Way, mas só em Janeiro de 2013 é que Lady Gaga divulgou, no seu perfil da rede social Twitter, que iria gravar um disco de jazz.

Tony Bennett, de 88 anos, e Lady Gaga, de 28, regravaram, para este trabalho, versões modernas de vários clássicos como “Cheek to Cheek”, escrito por Irving Berlin em 1935, “Anything Goes”, composto por Cole Porter em 1934, ou “It Don’t Mean a Thing (If It Ain’t Got That Swing)”, que Duke Ellington compôs em 1931.

Apresentado ao público em Setembro de 2014, este não é o estilo musical a que mais facilmente se associaria Lady Gaga, mas a prova parece ter sido superada positivamente, dado o sucesso do álbum, que chegou a número 1 do top da Billboard.

Muitas vezes criticada, pouco há a apontar ao registo da artista neste álbum. A voz encaixa nas melodias e Gaga consegue fazer-nos apaixonar por músicas de outros tempos, mesmo que nem toda a gente consiga facilmente gostar de jazz. Quanto aos arranjos, muitos não fogem aos originais, mas outros transformam-se em músicas com ritmo corrido, como “Let’s Face The Music And Dance”. Este disco ganha, aos poucos, lugar cativo nas nossas colunas e facilmente damos por nós a cantarolar juntamente com esta dupla improvável.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *