Review de The Unhoneymooners de Christina Lauren

The Unhoneymooners é o mais recente título de Christina Lauren (pseudónimo de Christina Hobbs e Lauren Billings) lançado em 2019 e que chegou a Portugal através da editora TopSeller como Noivos à Força.

Vi algumas opiniões muito positivas sobre o livro e decidi ler! A primeira parte desta review vai ser spoiler free, mas na segunda vou aprofundar um pouco mais sobre o que achei. Não te preocupes, que aviso quando isso acontecer!

The Unhoneymooners traz-nos a história de Olive Torres, irmã gémea de Ami. Apesar de idênticas, Olive e Ami sempre tiveram personalidades muito diferentes. Olive nunca teve muita sorte: já se meteu numa série de situações no mínimo cómicas, o vídeo de um dos momentos mais embaraçosos da sua vida foi parar ao YouTube, foi despedida, o seu roommate deixou-a de um dia para o outro, e muito mais. Já Ami sempre teve muita sorte. Louca por promoções, cupões e tudo o que for gratuito, Ami conseguiu organizar todo o seu casamento e lua de mel através, exclusivamente, de concursos.

O dia de casamento da sua irmã vai ser outro desafio para Olive, já que não só tem usar um vestido verde horrível escolhido pela irmã, como também tem uma checklist com mais de 80 itens que a irmã a encarregou de fazer. Ainda por cima, terá de passar todo o dia com Ethan (irmão de Dane, o noivo de Ami) com quem partilha há já vários anos uma relação bastante complicada.

Contudo, a sorte de Olive parece começar a mudar quando todos os convidados e os noivos apanham uma intoxicação alimentar devido ao marisco servido no copo de água. Mas por que é que isto é bom para Olive? Porque como os noivos não podem aproveitar a lua de mel e Ami não quer desperdiçar uma viagem ao Hawaii que tanto fez por ganhar, esta sugere que Olive tome o seu lugar e se faça passar por ela, para aproveitar a viagem. A princípio Olive não quer aceitar mas, depois de ficar a saber que Dane ofereceu a viagem a Ethan e este pretende aproveitar, Olive decide que não o vai deixar aproveitar a viagem sozinho.

O par decide então forjar uma trégua e apanha um voo para Maui. 10 dias no paraíso durante os quais Olive e Ethan planeiam evitar-se ao máximo. Afinal, a suite nupcial é enorme e com tantas atividades disponíveis no hotel, que os dois pensam que vão conseguir aproveitar Maui sem ter de passar mais tempo do que o estritamente necessário juntos.

Com o que nenhum dos dois contava era que o papel de casal apaixonado teria de ser desempenhado pelos dois em circunstâncias bastante inesperadas e que, à medida que a farsa continua, os dois começassem a sentir-se cada vez mais à vontade um com o outro.

A partir daqui começa a review com spoilers, por isso, se queres desfrutar do livro sem saber mais pára aqui.

A tentativa de Olive e Ethan de se evitarem ao máximo durante os 10 dias em Maui cai por terra quando a Olive encontra o seu novo patrão no hotel e, num momento de pânico, mente mais uma vez e diz ao patrão que acabou de se casar. Assim que Hamilton convida Olive e Ethan para um jantar com a sua mulher, com quem está a celebrar 30 anos de casamento, percebi que o livro nos ia proporcionar momentos muito cómicos. Quero dizer, estes dois não se suportavam sem discutir e agora iam ter mesmo de fingir ser um casal durante um período considerável e ainda por cima de modo a impressionar o patrão de Olive.

Olive consegue convencer Ethan a fazer-se passar por seu marido durante este jantar (não sem antes ter de ceder a king sized bed do hotel) e assim começa outra charada. A discussão e bickering constante dos dois foi muito divertida!

O Ethan consegue desempenhar o seu papel de forma brilhante e cedo começamos a perceber que este e Olive começam a sentir algo mais do que pura irritação um pelo outro. O jantar corre de forma perfeita e a farsa acabaria ali, mas a sorte faz com que a ex namorada de Ethan também apareça no hotel com o seu noivo. A reação de Ethan foi tão querida! A forma como ele reage e Olive desempenha o seu papel de mulher foi muito engraçado.

A partir daqui comecei a gostar ainda mais de Olive e de Ethan. A ex de Ethan continua a ser uma presença constante e isso só faz com que o suposto casal tenha de parecer mais apaixonado do que nunca. As partes mais cómicas começam a partir daqui e o que me fartei de rir com todas as situações inusitadas em que os dois se metiam!

A relação dos dois também começa a evoluir muito a partir daqui e percebemos que os dois se começam a abrir mais um com o outro. O passeio de barco e o snorkeling foram, definitivamente, das minhas cenas favoritas e mais cómicas.

O passeio de carro da Olive e do Ethan também foi muito divertido e consegui imaginar todos os momentos dos dois! Este dia foi fulcral na relação dos dois: finalmente admitem o que sentem e percebem que o seu ódio começou devido a um enorme mal entendido.

Também é aqui que o livro insere um grande plot twist que eu nunca esperei. Já não é somente a história de Olive e Ethan a que seguimos, e Ami e Dane deixam de ser somente personagens mais secundárias para passarem a estar muito mais presentes, começando a interferir com a relação do nosso casal principal.

Dane começa a ser um grande entrave à relação de Olive e Ethan. Foi difícil ver os dois a discutir e a lidar com toda a situação da possível traição de Dane já que ainda não tinham certeza do que tinha acontecido e Ethan não conseguia aceitar esta nova possibilidade.

Os dois acabaram por voltar para casa (algo pelo qual eu já ansiava há muito) e concordaram em não dizer nada a Ami (algo com o qual nunca concordei). Achei muito acertado da parte de Olive acabar por contar tudo a Ami, especialmente depois daquela cena horrível em que Dane prova, mais uma vez, que não respeita a sua relação com Ami.

O meu coração apertou por Olive: ver toda a gente a defender Dane e ninguém a acreditar nela partiu-me o coração. O facto de ela ter sido despedida de novo só agravou a situação e vê-la completamente perdida foi muito triste.

Quando já estava a prever um fim meio triste, o livro surpreendeu-me de novo e Ami começa a investigar Dane, acabando por confirmar a traição e revelar tudo. Adorei a revelação e a dinâmica familiar é incrível! Gostava que tivessem focado mais essa parte da vida das gémeas.

O final foi bastante bom e eu adoro epílogos com um salto temporal, por isso preencheu todas as minhas expectativas! Foi uma boa leitura durante a quarentena e num dia de chuva; só me apeteceu sair de casa!

Revisto por Miguel Bravo Morais

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *