Media

RuPaul’s Drag Race: um verdadeiro fenómeno

Se estão à procura de cor e de muita atitude, RuPaul ‘s Drag Race é o vosso programa. Já conta com 13 temporadas e a cada ano que passa o sucesso aumenta.

Tudo começa quando o ator, cantor, supermodelo e drag queen Ru Paul Andre Charles, nos anos 90, se introduz no mundo do espetáculo. Estreou-se nas discotecas de Georgia, passando por produções de filmes, e desde então nunca mais parou até ser a drag queen mais influente do seu país e ter o seu próprio reality show.

Rupaul ‘s Drag Race é um programa que se rege pela igualdade, pelo empoderamento da cultura Drag e de todos. Muitos são os testemunhos, vindos de todas as partes do mundo, que agradecem e confirmam que este programa marcou as suas vidas de alguma forma. Há muito para descobrir dentro do universo Drag e é impossível ficar indiferente. Este programa veio enaltecer e dar a conhecer este universo ao maior número de pessoas.

Todos os anos, pelo menos 1 milhão de americanos fica a conhecer as 14 queens que vão concorrer nessa temporada. Por aí em diante, vão acompanhando o seu percurso ao longo do programa. Todos os episódios têm temas e desafios diferentes, sendo que alguns deles já se tornaram tradição. Para além disso, estão sempre presentes convidados especiais para também dar a sua opinião e mostrar o seu apreço pelas queens. Pelo painel de convidados já passaram celebridades como Ariana Grande, Lady Gaga, Demi Lovato, Todrick Hall, Nicki Minaj, entre tantas outras personalidades que se juntam ao painel fixo dos jurados, Michelle Visage, Ross Mathews,Carson Kressley e o anfitrião, RuPaul.

Fonte: PapelPop

O público criou uma ligação tão grande com o programa que há pequenos detalhes que já os conecta. Detalhes como certas frases, expressões, desafios que já são quase como uma tradição de uma família enorme. No fundo, é fácil perceber se outra pessoa também assiste ao programa, pois há pontos em comum e situações tão icónicas que só o público que realmente se apegou a este reality show compreende.

Fonte: Daily Record

Para além disso, não tenho dúvidas de que este programa nos pode servir de variadíssimas formas. Seja no campo da moda, seja a ajudar-nos a descobrir quem realmente somos ou como nos queremos realmente expressar, torna-nos mais próximos desta cultura Drag e de outras culturas em geral. Aprendem-se coisas interessantes. Aliás, este programa depois multiplicou-se em variantes do original. Já existe um só para concorrentes ingleses (RuPaul´s Drag Race UK), RuPaul´s Drag Race: All Stars e recentemente, o Secret Celebrity RuPaul´s Drag Race.

Nesta competição específica aparecem todo o tipo de celebridades: atores, cantores que são transformados em Drag Queens por queens que já participaram no programa. Todos estes programas são bastante emocionantes, mas é neste programa em específico que a magia acontece, porque são transformadas pessoas que nunca na vida pensaram que se iriam montar em drag e, de repente, quando se veem em drag queens emocionam-se bastante, porque, segundo eles, parece que descobriram uma outra parte deles. No primeiro episódio, o ator Jordan Connor, integrante do elenco de Riverdale, protagonizou um destes momentos comoventes de descoberta onde este diz: “Só quero dizer que isto foi uma das melhores experiências da minha vida. Sinto-me muito mais confiante como homem e até como mulher. Sinto que toda a gente deveria fazer drag pelo menos uma vez na vida. É incrível.”

Fonte: Twitter

Há tanto por descobrir ao longo destas temporadas, não é um programa que deixe ninguém indiferente. As temporadas 1 até à 12 e as outras variantes estão disponíveis na Netflix.

Artigo revisto por Ana Janeiro

Fonte da foto de capa: Amazon

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *