• Atualidade

    Tondela: 2018 estreia a arder

    No passado sábado, deflagrou um incêndio pelas 20:51 na Associação Cultural, Recreativa e Humanitária de Vila Nova da Rainha, no concelho de Tondela. O episódio já causou pelo menos 42 feridos e 8 mortos. Estavam cerca de 70 pessoas na sede para assistir a um torneio de sueca, convívio popular na zona e organizado desde há 16 anos, e ao jogo entre Benfica-Braga, quando uma explosão no sistema de aquecimento causou o pânico. Segundo o presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António Jesus, a salamandra, instalada no piso superior, «terá provocado uma forte ignição». O fogo queimou rapidamente o teto falso e «gerou muito fumo». Seguiram-se momentos de aflição…

  • Música,  Secções

    Paião: 28 anos depois

    Quem nunca trauteou: eles são duas crianças / a viver esperanças / a saber sorrir…? Ou então: pó / de arroz / do teu arrozal / esse pó que é fatal…? Não? A sério? Sou só eu? (…) Está bem: como castigo por nunca o terem feito, agora vão todos ouvir um qualquer álbum de Carlos Paião. Nascido em Coimbra, em novembro de 1957, Carlos Paião licenciou-se em Medicina, pela Universidade de Lisboa, em 1983. Por muito que quisesse salvar vidas, desde sempre soube que a sua arte estava nas suas letras e composições — aos 19 anos tinha mais de 200 temas escritos. Benfiquista ferrenho e fã das corridas…

  • Informação

    Associação Académica de Coimbra recusa almoçar com Primeiro-Ministro

    A Associação Académica de Coimbra (AAC) recusou o convite para almoçar com o Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, no Dia do Estudante, que se assinala hoje. O Presidente da AAC, Bruno Matias, frisou à Agência Lusa que “o Dia do Estudante deve ser celebrado com os estudantes, unidos, a reivindicar por melhores condições e por um ensino superior com mais qualidade”. Para o Presidente da AAC a presença na rua neste dia “é mais importante do que almoços com o Primeiro-Ministro”, onde não deverá haver resultados políticos ou uma “discussão profunda” sobre o ensino superior português. “Os problemas não se resolvem em almoços”, indicou o dirigente estudantil, considerando o convite “deselegante”.…

  • Informação

    Professores contra “norma travão”

    No passado sábado, em Lisboa, as vozes dos professores fizeram-se soar contra a “norma travão”, anunciando que vão avançar com uma acção judicial conjunta já na próxima semana. A luta continua e os professores contratados manifestaram-se dia 14 de março, junto do Ministério da Educação, em Lisboa, contra a “norma travão”, o sistema de vinculação anunciado pelo respetivo Ministério. A “norma travão” foi anunciada no passado mês de fevereiro e visa atingir 1.453 professores, já na primeira fase a ser aplicada. Esta consiste em vincular a entrada para os Quadros da Zona Pedagógica aos professores que assinaram 5 contratos anuais sucessivos no mesmo grupo de recrutamento. Contudo, esta medida não…

  • Informação

    Politécnicos de Lisboa, Coimbra e Porto fora do conselho coordenador

    Os três politécnicos decidiram sair do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP). A razão que motivou a saída passa pela avaliação negativa que fazem ao novo modelo de acesso aos politécnicos. Esta decisão, segundo os dirigentes dos institutos, pode não ser definitiva. Classificado como “facilitismo”, o novo modelo que o CCISP apresentou ao parlamento pretende permitir o acesso ao ensino superior politécnico sem utilizar as notas dos exames nacionais. Este modelo prevê que os alunos se candidatem a este subsistema de ensino utilizando apenas a nota final que obtêm nas disciplinas consideradas de ingresso. Na carta conjunta assinada pelos três maiores institutos nacionais, pode ler-se que os politécnicos “consideram…