• Atualidade

    Risco de conflito entre potências mundiais atinge nível mais elevado desde a Guerra Fria

    O estudo da AON concluiu que ainda 40% dos países analisados estão expostos a risco de terrorismo, enquanto 60% estão expostos a ataques e agitação civil. O risco de um conflito entre as maiores potências mundiais nunca foi tão elevado desde o fim da Guerra Fria. A conclusão é da consultora de risco político AON, que nota que o risco de violência motivada por questões políticas voltou a aumentar, atingindo proporções idênticas às do final da Guerra Fria, entre a URSS e os Estados Unidos da América. “Apesar de a agitação civil e o terrorismo dominarem os ratings para a maioria dos países, a probabilidade de um conflito interestatal –…

  • Atualidade

    58 mortes em ataque com gás tóxico na Síria

    O ataque aéreo, que envolveu gás tóxico, ocorreu esta terça feira, na província de Idleb e, até agora, há 58 mortes e dezenas de feridos. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) afirmou que os feridos apresentavam sintomas de asfixia, vómitos e dificuldades em respirar e o Conselho Local acrescentou, na rede social facebook, que as bombas termobáricas continham gás cloro e gás sarin. Grande parte da província de Idleb está sob controlo de militares rebeldes e islâmicos, entre eles o Organismo de Libertação do Levante – aliança criada em torno da ex-filial síria da Al Qaeda. Entretanto, a Organização para a Proibição das Armas Químicas (OPAQ) divulgou um comunicado onde demonstrou…

  • Atualidade

    António Guterres salienta importância da prevenção de conflitos perante o Conselho de Segurança da ONU

    Na sua primeira intervenção perante o Conselho de Segurança, depois de ter assumido a pasta de secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no passado dia 1 de janeiro, António Guterres apresentou esta terça-feira uma nova abordagem em relação à prevenção de conflitos internacionais. O novo secretário-geral da ONU, António Guterres, defendeu, perante o Conselho de Segurança, uma proposta para prevenir guerras e evoluir a organização, redobrando os esforços canalizados para a resolução das crises mundiais. O sucessor de Ban Ki-moon referiu que a ONU deverá estar mais atenta à prevenção de conflitos e à mediação dos mesmos: “Devemos reequilibrar o nosso foco sobre a paz e segurança. Durante décadas…

  • Atualidade,  Informação

    Ofensiva a Mossul

    As forças militares iraquianas, auxiliadas por uma campanha aérea liderada pelos Estados Unidos da América, iniciaram ontem, ao raiar da manhã, uma ofensiva militar contra a cidade de Mossul, dominada pelo auto-denominado Estado Islâmico. Mossul, a maior cidade industrial do Iraque, localizada junto ao rio Tigre e em frente da cidade de Níneve, é considerada por muitos a última fortaleza urbana sobre controle do ISIS. Quando, em junho de 2014, o líder Abu Bakr al-Baghdadi impôs o califado e aplicou a lei “Sharia”, brutalizando uma cidade, outrora próspera onde mais de um milhão e meio de habitantes convivia pacificamente, e atormentando os seus habitantes, Abu Sabra, um residente de vinte…

  • Atualidade,  Informação

    Conselho de Segurança da ONU aprova negociações de paz para a guerra na Síria

    Na noite passada, os membros do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas aprovaram unanimemente uma resolução que define qual o roteiro que as potências internacionais devem seguir para se implementar a paz na Síria. Nesta resolução, ficou decretado que a ONU tem de apresentar ao Conselho de Segurança diversas propostas que permitam a monitorização de um cessar-fogo dentro do espaço de um mês. Este documento aprovou ainda o calendário que fora previamente aprovado num plano negociado em Viena, que visava início de negociações entre o Governo Bashar Al-Assad e a oposição. Este calendário de dois anos procura estabelecer um Governo de unidade nacional e convocar eleições. A resolução…

  • Opinião,  Secções

    Carnificina “Parisiense”

    “Uma simples rotina para o EI, uma horrenda carnificina para a Humanidade.” Hoje é dia 14 de Novembro de 2015. Podia ser um dia normal e rotineiro como os outros, mas não… é um dia de profunda tristeza e ódio pelos que assassinam cidadãos inocentes apenas por prazer. É certo e sabido que o atentado de ontem, que vitimou mais de 128 pessoas e feriu outras 350, será recordado como um dos piores a ocorrer na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. Quando todos pensamos que o Estado Islâmico e os seus militares jihadistas estão “adormecidos”, ou derrotados, é quando eles executam as suas missões horrendas de espalhar sofrimento, dor,…

  • Atualidade,  Informação

    Rússia conclui que a queda do avião no Egipto foi um ato terrorista

    O chefe dos serviços secretos da Rússia anunciou, hoje, que uma bomba explodiu a bordo do aparelho, Airbus A321, que caiu na península do Sinai, no Egito, no dia 31 de outubro. Só agora se confirmou que o avião russo foi alvo de um atentado terrorista. Já havia grandes especulações de que pudesse ter sido, mas até agora as unidades de Moscovo afirmavam ser necessárias mais investigações. Agora, “podemos dizer inequivocamente que foi um ato terrorista”, afirmou Alexander Bortnikov, líder do serviço de segurança FSB. O avião russo despenhou-se pouco depois de ter partido do aeroporto de Sharm al-Sheikh, onde terá sido colocada a bomba. Dois trabalhadores do aeroporto foram…

  • Atualidade,  Informação

    Chegaram ontem os primeiros refugiados a Lisboa

    Com destino a distritos como Lisboa, Penela e Sintra, as cinco famílias que chegaram hoje eram compostas por 13 adultos, dois bebés e crianças mais velhas. São ao todo 22 refugiados que chegaram ontem à capital portuguesa vindos da Eritreia, do Sudão e do Egipto. As cinco famílias que constituem este grupo foram recebidas por uma sessão de boas-vindas que contou com a participação da ministra da Cultura, Igualdade e Cidadania, Teresa Morais, um representando do Estado português e entidades de solidariedade, com atividade no acolhimento e integração dos refugiados. Carregando inúmeros sacos e mochilas e empurrando carrinhos cheios de bagagens, estes 22 refugiados são os primeiros num grupo de…

  • Atualidade,  Informação

    Bebé Palestino morto durante confrontos entre Palestina e Israel

    A guerra entre Israel e a Palestina, por razões políticas, geográficas e até religiosas, tem perdurado durante semanas, causando, assim, vítimas de ambos os lados e inúmeros conflitos que poderão levar ao envolvimento de potências mundiais, com o objetivo de desanuviar o sucedido. A última vítima da guerra, entre Palestina e Israel, foi um bebé palestino de 8 meses, para desgosto dos seus familiares e surpresa de quem tem acompanhado de perto o desenrolar dos conflitos. Tudo aconteceu na manhã do dia de hoje, quando o exército israelita lançou gás lacrimogénio para perto da casa da família desta criança, situada na Cisjordânia ocupada por Israel. O porta-voz do Ministério Palestiniano…