• Artes Visuais e Performativas

    A perna esquerda de Tchaikovsky

    Quando cheguei ao Teatro Camões, estava à espera de ver mais do mesmo. No entanto, rapidamente troquei de ideias: este é um bailado absolutamente fora do normal: não há um conjunto de variações do início ao fim do espectáculo, nem tão pouco entradas e saídas de bailarinas pálidas e vestidas com tutus e sapatilhas de ponta. Há uma história, a de Barbora Hruskova, contada na primeira pessoa e na companhia do pianista Mário Laginha. Quando era pequena, Hruskova queria dançar. Embora os pais lhe dissessem que não tinha jeito nem corpo para tal, após anos de treino, lá conseguiu fazer com que os seus ombros não tocassem as orelhas, que…

  • Artes Visuais e Performativas

    But if you stay?

    Quem ainda acha que a dança não exalta a história de cada um de nós, nunca dançou. Nunca se atreveu a contar a sua história em cima de um palco ou a dar corpo a uma história por meio de terceiros. Isto foi o que Xiamen Barbosa fez. Uma coreógrafa já com alguns anos de experiência e que, actualmente, dá aulas na Academia de Dança Prof.ª Paula Manso, em Alverca do Ribatejo. Numa breve introdução, a coreógrafa, emocionada pelo trabalho realizado e ainda mais por celebrar o seu aniversário, confessou que a sua maior inspiração para esta criação foi o facto de voltarmos sempre ao local onde pertencemos e de…

  • Literatura

    ENTREVISTA – Luísa Fortes da Cunha: “O sucesso é sempre uma incógnita”

    Luísa Fortes da Cunha é já um nome forte da literatura infanto-juvenil portuguesa. Aos 55 anos, Luísa, formada na área da Educação Física, é a autora dos famosos livros da colecção “Teodora”, que já vendeu milhares de exemplares em Portugal e que está também publicada no estrangeiro. Como é que a Educação Física se cruza com a escrita? Ter como formação a área da Educação Física não é tão estranho assim. Posso até acrescentar que, se não tivesse ido para a Faculdade de Motricidade Humana, talvez nunca tivesse chegado à escrita. Foi na Faculdade que o Professor Noronha Feio, ao leccionar uma cadeira sobre o povo português, me fez apaixonar…