• Opinião

    Somos conhecidos pela sardinha, não precisamos de que nos relembrem

    Ainda me lembro dos tempos em que tinha espaço para respirar, não levava cotoveladas e não tinha de me preocupar constantemente com o fecho das portas do metro no preciso momento em que todo o meu corpo consegue finalmente entrar neste belíssimo transporte público da cidade de Lisboa. Comecei a notar há bem pouco tempo manifestações e, eu própria, mesmo reparando e confirmando que todos os problemas de que se queixam vão ao encontro da realidade, tentei ignorar esses factos para que não se tornasse numa preocupação ou irritação permanente no meu dia a dia. Mas é escusado. Tenho de aceitar que isto começa a tornar-se ridículo. Sempre que espero…

  • Opinião,  Secções

    A culpa (não) é minha?

    Hoje venho falar-vos de algo que compreendi recentemente e que pretendo partilhar. Todos nós ouvimos que o melhor tempo das nossas vidas é o tempo passado na faculdade. Alguns sentiram com certeza um desconforto, como se nos dissessem que este momento em que estamos é o máximo que, no que toca a felicidade pura, podemos almejar. Eu sempre fiz questão de partilhar o privilégio que me foi concedido ao ser-me permitido estudar, e já apontei diversas vezes os benefícios do mesmo. No entanto, sempre assumi que era o tempo o principal fator que distinguia entre este momento e o resto das nossas vidas. Essa capacidade de ter vários meses de…

  • Opinião

    Perigo do Homo Supremus

    O planeta Terra desde há uns séculos atrás, quando foi invadido pelos humanos, que é supostamente dominado pelos homens que, na sua larga maioria, são pessoas insensíveis, materialistas e orgulhosas das suas (in)glórias… Sim, inglórias porque, mesmo quando o homem erra, a culpa nunca é do próprio, ou seja, tem de haver sempre um ou mais culpados que não ele. Por exemplo, se um homem chegar atrasado ao trabalho, a culpa será do cão que naquele dia levou os seus sapatos para outra divisão da casa ou dos pneus do carro que estavam mais vazios que o suposto ou até porque a mulher sem querer desligou o alarme e este…

  • Opinião,  Secções

    Há que celebrar o que importa!

    Estou a uns meses de (espero) terminar o curso e entrar no mundo dos crescidos. Dependendo da vossa perspectiva de “copo meio cheio” ou “copo meio vazio”, isto tanto pode ser “ainda faltam uns meses” como “só faltam uns meses”. Para mim ainda faltam uns meses. Eu sei que passa rápido e que é mais depressa do que eu julgo e isso tudo, mas ainda faltam uns meses. No meio destas emoções todas de estar no fim do curso, tenho andado entretida a pensar numa coisa de extrema importância: porque é que ninguém celebra o número de conexões que tem no LinkedIn? Tentem perceber a minha ideia. Uma pessoa atinge…

  • Informação

    Vais ter de trabalhar mais, amigo

    Nasceste nas últimas décadas do século XX, ou até mesmo depois de 2000, e sempre ouviste falar desta realidade: enquanto o número de idosos cresce, o número de jovens diminui. Atravessaste o período de prosperação durante a Expo 98, mas também passaste pela crise financeira de 2008 e conheceste o aumento da idade da reforma. E, agora, um estudo realizado pela Comissão Europeia concluiu que até 2060 Portugal vai ser um dos países da UE com o maior aumento do período de contribuição para receber a reforma. O que isto significa? Vais ter de trabalhar mais. O relatório, que tem em conta dados de 2014, estima que esse período irá…