Colleen Hoover e o seu universo de livros

Colleen Hoover, a autora de bestseller norte-americana, publicou o seu primeiro livro em 2012 e, desde então, todos os seus livros têm sido New York Times Best Sellers. Perante o lançamento de Verity, o seu mais recente livro, a escritora viajou até Portugal e teve uma conversa com as dezenas de fãs que a esperavam na FNAC do Colombo, em Lisboa, no passado dia 17 de novembro.

Assim, vimos guiar-te por alguns dos livros do universo de mais de uma dezena de livros da autoria de Colleen Hoover.

Fonte: Instagram

Verity, um thriller romântico e o mais recente livro da autora, que abrange um género em que esta nunca escreveu, segue Lowen, uma escritora em dificuldades financeiras e que aceita o emprego que a pode salvar da situação em que se encontra e que compreende que esta termine os livros deixados por acabar por uma mulher e autora de sucesso, Verity Crawford, que não se encontra em condições de saúde para o fazer.

Ao iniciar este processo, Lowen não só descobre anos de manuscritos e notas, como também uma autobiografia de Verity, que nunca deveria ter visto a luz do dia. Ao perceber que este livro esconde anos de segredos e admissões inesperadas sobre o seu casamento, gravidez e, em especial, sobre o dia em que a filha desta morreu, Lowe luta consiga mesma e tenta perceber se deve ou não revelar a verdade a Jeremy, o marido de Verity.

Contudo, após começar a desenvolver uma relação com Jeremy, Lowe reflete sobre o possível impacto positivo que a descoberta da verdade pode trazer a Jeremy, já que este é totalmente devoto a Verity e não tem ideia do que aconteceu e de como Verity foi capaz de distorcer a realidade.

Verity é um livro intenso e que leva o leitor a questionar tudo e todos e a ver a realidade de uma perspetiva diferente.

Fonte: Instagram

Publicado em 2016, It Ends With Us, foi, para a autora, “um dos livros mais difíceis de escrever”. Este romance segue a história de Llily, que apesar de ter vivido uma vida difícil, acaba por conseguir entrar na faculdade e licenciar-se, mudando-se depois para Boston, onde começa o seu próprio negócio.

Quando conhece Kyle, este parece-lhe arrogante e assertivo, mas nem por isso esta deixa passar o seu lado mais delicado. Kyle é averso a relações a longo prazo, mas quando Lily acaba por quebrar esse ciclo, esta começa a questionar o porquê de ele ser assim.

Com dúvidas crescentes sobre a sua relação, Lily tem de lidar ainda com o regresso de Atlas, uma ligação ao seu passado e que põe tudo o que esta já construiu em causa.

Apesar de parecer mais um romance com um triângulo amoroso central, It Ends With Us, tem uma mensagem poderosa subentendida e leva-nos numa jornada com a personagem principal. Assim, Lily acaba por se revelar uma mulher de força e, quando uma situação inesperada se adivinha, nem Lily, nem o leitor conseguem prever as consequências desta ou como chegaram ali.

A mensagem que vem sendo construída ao longo do livro choca tanto o público, como a personagem e, finalmente, o título do livro – que muitos não compreendem – faz total sentido.

Fonte: Instagram

Por fim, outro livro de Colleen Hoover que deves ler é November 9th. Publicado em 2015, este segue a história de um aspirante a escritor – Ben – e uma rapariga – Fallon -, que se torna, inesperadamente, a sua musa.

Fallon e Ben conhecem-se no dia da mudança da primeira para Nova Iorque e passam um dia juntos. A vida sempre agitada de Fallon faz com que Ben se intrigue pela vida desta e nela encontre a inspiração de que precisava para escrever o seu romance.

Apesar da sua mudança ser inevitável, os dois comprometem-se a encontrar-se todos os anos, no mesmo dia e acabam por conseguir manter essa promessa. Todos os anos, é como se nunca se tivessem separado e conseguem continuar onde ficaram um ano antes. Contudo, Fallon começa a questionar se a sua história com Ben pode ser produto de um enredo deste para benefício do livro que escreve sobre ela.

Assim, este romance bem estruturado permite ao leitor acompanhar as personagens durante os seus encontros e desencontros, imperfeições e erros e sentir todo o tipo de emoção em relação a estas. Se num momento o espetador pensa não conseguir perdoar tal personagem, logo entende os seus motivos e reconsidera a sua avaliação desta.

A mensagem principal é, precisamente, a de reavaliação que é comunicada através de todas as reviravoltas que o livro oferece, permitindo ao leitor perceber como é importante aceitar que todos cometemos erros e compreender como estes devem ser reparados.

E chegámos ao fim desta viagem por este universo de livros tão característico, mas também tão diverso entre si!

Artigo revisto por Mónica Harris

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *