Moda e Lifestyle

Não consegues distinguir o que é verdade daquilo que não é? 6 mitos alimentares descomplicados

Já tentaste perceber o que é verdade e o que é mito relativamente aos alimentos que ouves dizer ou lês que fazem mal?

Este artigo surge no âmbito do facto de existir um excesso de informação errada espalhada que já me levou muitas vezes à confusão. Assim, ajudo-te a evitar alguns erros alimentares.

A nossa cultura é, por vezes, um fator que nos leva a pecar a nível alimentar. Vamos fazer as melhores escolhas? Bora lá então!

Devo comer só a carne?

Fonte: Cedida por Mariana Faria

Decerto que já ouviste a expressão “Deixa o resto, come a carne!

Sabias que não precisas de ingerir alimentos de origem animal para garantir o fornecimento de todos os aminoácidos assegurados quando comes carne? Existem vários alimentos de origem vegetal que te conseguem garantir esses aminoácidos.

Apesar do facto de termos uma ideia generalizada de que é necessária muita proteína, a quantidade necessária é muito baixa face ao atual consumo – cerca de 50g/dia.

Diz à tua mãe que pode deixar a carne e comer tudo o resto.

Há um detox milagroso?

Fonte: Cedida por Mariana Faria

Não te deve ser estranho ouvir dizer que beber água em jejum com limão ajuda a emagrecer.

Bem, a água e o limão podem e devem fazer parte de um contexto alimentar saudável, mas nunca deves esperar resultados milagrosos desta combinação!

Os mecanismos fisiológicos naturais são muito eficientes e não deves passar por nenhum tipo de “detox” induzido por uma substância externa. A eliminação das toxinas já é feita pelo fígado e pelos rins.

Desvaloriza esta combinação e valoriza o trabalho que o teu fígado faz.

O dilema dos óleos alimentares

Fonte: Cedida por Mariana Faria

Já alguma vez ponderaste sobre qual deve ser o óleo a usar na hora de cozinhar? Óleo de coco ou de azeite?

Bem, se quiseres ser mais saudável, deves apostar no azeite.

Os dois óleos são benéficos para a saúde e podem ser usados, mas de formas diferentes. Deves usar o azeite caso queiras cozinhar a temperaturas elevadas (fritar) ou temperar algo. Se quiseres cozinhar a temperaturas mais baixas, podes usar os dois. Ainda assim, o azeite deve ser sempre a tua primeira escolha, porque é a gordura mais saudável para ti.

Já o óleo de coco pode vir a subsistir gorduras habituais, como a margarina.

Se quiseres cuidar do teu cabelo, da tua pele ou do acne, aí aposta no óleo de coco, for sure!!

O tutorial que te vai levar a comer com porções certas

Fonte: Cedida por Mariana Faria

É certo que quando tiras comida para o prato já pensaste sobre qual deve ser a quantidade de cada segmento de alimentos para colocar.

Divide o teu prato em quatro partes. Separa duas partes para a salada (hortaliças e legumes).

Reserva uma parte para os hidratos de carbono e, na parte que sobrar, divide entre a proteína animal e vegetal.

Consegues ter uma alimentação equilibrada ingerindo, no mínimo, 75% de alimentos de origem vegetal e, no máximo, 25% de origem animal.

Para garantir que o teu prato é variado, opta também por colocar alimentos de pelo menos cinco cores diferentes.

Pronto para comer de forma equilibrada e colorida?

O leite é a principal fonte de cálcio”, diziam eles

E tu que achavas que o leite era o mais forte…

Segundo a Direção-Geral da Saúde, a quantidade recomendada de cálcio por dia é de 100mg. Em 100g de brócolos absorves 320 mg de cálcio e em 100g de leite absorves 125 mg.

O intestino absorve 32% da quantidade de cálcio quando ingeres leite. Quando ingeres vegetais de folha verde-escura (brócolos, couve-de-bruxelas, repolho, couve portuguesa, nabiça), o intestino absorve entre 50-70%.

Continuas a achar que o leite é a principal fonte de cálcio ou estás a perguntar-te como é que nunca ninguém te disse isto?

Quantos copos de água bebo hoje?

Fonte: Cedida por Mariana Faria

Já tentaste descobrir o número de copos de água que se deve beber por dia?

Nos seres humanos, a quantidade de água presente no organismo varia muito de pessoa para pessoa – os fatores como a idade, o sexo e a quantidade de gordura afetam diretamente esse valor.

O corpo de um adulto possui até 75% de água na sua composição e a quantidade de água no teu corpo diminui com a idade

Agora já sabes que não há um número geral de copos que deves beber, mas um valor que irá funcionar para ti.

O importante é que te mantenhas hidratado, de forma consistente.

Bem, agora já não te deixas enganar!

Em breve, conto-te mais umas dicas!

Artigo escrito por Mariana Faria

Artigo revisto por Ana Rita Sebastião.

Fontes citadas no texto: Direção Geral de Saúde e Organização Mundial de Saúde

Fonte da foto de capa: Cedida por Mariana Faria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *