Informação

Pessoas com cursos superiores recebem mais 1,7 milhões de euros

Um estudo promovido pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) afirma que um aluno com uma licenciatura ganha mais 1,7 milhões de euros até à reforma (dos 20 aos 65 anos) do que um com apenas o 9.º ano.

Em colaboração com o economista Mário Centeno, do Banco de Portugal, foram calculadas as diferenças salariais de alunos que concluíam os vários ciclos de ensino, chegando à conclusão de que o investimento na educação compensa. Este estudo foi revelado na Conferência “Educação 2020 – Agenda para uma legislatura”, promovida pela Associação EPIS – Empresários pela Inclusão Social. O orador, o presidente do CNE, David Justino, destacou a importância do prosseguimento de estudos dos jovens e lembrou que a desistência causa “piores condições de trabalho e piores remunerações”.

Um profissional com o ensino superior ganha mais 1,282 mil euros do que aquele que apenas concluiu o ensino secundário obrigatório (12.º). Neste país, um em cada três alunos com 15 anos já reprovaram pelo menos uma vez no ensino básico e 40% dos alunos do secundário estavam, em média, 2,25 anos atrasados relativamente ao ano que deviam frequentar.

A ex-ministra da Eduação Maria Lurdes Rodrigues considera “absolutamente essencial” a autonomia das escolas e professores para que estes possam pôr em prática os métodos de ensino e diagnóstico mais apropriados para os seus alunos. O investigador Joaquim Azevedo considera que devem ser feitos recursos somente nas soluções mais eficazes. Defende também que, quando os alunos reprovam, “não são eles que não conseguem, somos nós que não conseguimos dar resposta”.

 

 

1111

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *