• Opinião

    Os empadões de Hollywood

      Gostava muito de ser ator, ou de ter a oportunidade de participar num filme, independentemente da dimensão do papel. É claro que não me importava nada de ser ator principal, desde que o enredo e a personagem me interessassem. Escusado seja dizer que também gostava de ser famoso. Gostava de ser reconhecido por alguma coisa, algo que faça bem, e não me importava que fosse por ser ator. Seremos sempre famosos aos olhos dos nossos papás e mamãs, mas nem que seja para escapar à ternurenta tormenta que essa realidade aparenta representar na cabeça de muito adolescente e jovem adulto, ambicionamos um bocado mais do que isso. Eu não…

  • Opinião

    A 4 Mãos: Liberdade de importunar!?

    Uma rubrica de Opinião escrita a quatro mãos por Maria Moreira Rato e Marcos Melo Maria Moreira Rato (MMR): Nos últimos dias, ouve-se falar na famosa “carta da atriz Catherine Deneuve”. Antes de mais, há algo que tem de ser esclarecido: a carta foi assinada por outras 99 personalidades, como a escritora Catherine Millet ou a cineasta Brigitte Sy. Posto isto, creio que é necessário evocar as frases mais marcantes do dito documento, que surgiu em jeito de resposta ao movimento #MeToo, popularizado na imprensa e nas redes sociais através da denúncia de indivíduos que tenham praticado crimes de foro sexual: “Os homens têm sido punidos, forçados a sair dos…

  • Opinião

    A caça

    Este artigo é escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico Tenho assistido com relativa estupefação a esta onda de acusações de assédio sexual que assola os Estados Unidos da América. Em primeiro lugar, nunca esperei que as acusações a Harvey Weinstein, um total desconhecido para quem está fora do meio de trabalho cinematográfico, servissem de tão grande catalisador para esta revolução. A fazer apostas, os abusos de Bill Cosby teriam, a meu ver, um impacto superior. Enfim, o mundo às vezes é estranho. Não obstante, declaro-vos aqui a minha falta de crença em bruxas. Ou seja, se elas não existem, não sou a favor de as caçar. Não nego a…

  • Atualidade

    Louis C.K., de comediante a acusado, admite má conduta sexual

    Comediante norte-americano Louis C.K. sofre acusações por parte de cinco mulheres por se ter masturbado na sua frente. O comediante norte-americano Louis C.K. admitiu, no passado dia 10 de Novembro de 2017, através de um comunicado, que teve uma conduta sexual inapropriada, tendo-se masturbado em frente de várias mulheres. Esta confissão surgiu depois de terem sido relevadas, no jornal The New York Times, as denúncias sexuais por parte de cinco mulheres, que descreveram o sucedido em diferentes ocasiões. Segundo as declarações de Louis C.K., “Na altura, disse a mim próprio que o que fazia era aceitável porque nunca mostrei o meu pénis a uma mulher sem pedir primeiro, o que…

  • Atualidade

    Novo escândalo sexual envolve Kevin Spacey

    A lista de acusações contra o ator Kevin Spacey por assédio sexual está a ser investigada pelas autoridades norte-americanas e pela Scotland Yard. Após a primeira acusação no domingo, 29 de Outubro de 2017, a lista de acusações contra Kevin Spacey por vários homens por alegado assédio sexual tem vindo a aumentar. Desde que Anthony Rapp revelou que o ator o tentou seduzir quando tinha apenas 14 anos, num caso que remonta a 1986, outros decidiram avançar com as suas histórias e acusações. Um dos casos é o de Robert Cavazos, ator que se terá cruzado com o protagonista de ‘Beleza Americana’ no Old Vic Theatre, em Londres. Segundo o…

  • Atualidade

    Assédio ultrapassa o número de inquéritos diários de importunação sexual

    Foram abertos 733 inquéritos pelo crime de importunação sexual, em 2016. Porém, sabe-se pouco sobre o tipo de comportamentos que dão lugar a condenações. Alguns especialistas consideram que a falta de dados concretos é resultado da subvalorização da problemática. Em Portugal, é possível proceder-se à recolha de dados, como por exemplo: o crime de importunação sexual (artigo 170.º do Código Penal), que abrange as “propostas de teor sexual” (que poderão incluir piropos mais agressivos ou comentários noutros contextos), “atos exibicionistas” e “constrangimento a contacto de natureza sexual”. As principais fontes noticiosas já tinham dado conta da abertura de 733 inquéritos ao longo do ano passado — dois inquéritos por dia,…