• Atualidade,  Informação

    Cavaco Silva: “Foi para mim um enorme privilégio servir Portugal”

    Após dez anos de mandato, Cavaco Silva está de partida. Naquela que se diz ser a última intervenção enquanto Presidente da República, antes de deixar o cargo esta quarta-feira, o presidente cessante discursou na Câmara Municipal de Cascais, onde recebeu a Chave da Vila e o título de Cidadão Honorário do Município. Durante o discurso, Aníbal Cavaco Silva mostrou-se grato aos portugueses, realçando o “enorme privilégio” que foi servir Portugal, e disse ter procurado agir “sempre, em consciência, de acordo com o superior interesse nacional, no cumprimento da Constituição da República e sem olhar a outro critério que não o da procura de um futuro melhor para as novas gerações…

  • Opinião,  Secções

    Portugal sem Tino

    Há quem diga que Aníbal Cavaco Silva tem sido um Presidente decorativo. Não é bem verdade. Chega até a ser injusto que se afirme tal coisa. Primeiro, porque se fosse para decorar, era preferível que os portugueses tivessem votado num bonito aparador – sempre era mais estético e ainda tinha alguma utilidade. E segundo, porque uma afirmação desta natureza menospreza relevantes ações deste homem. Não se pode ignorar a grandeza de feitos como o grande elogio às “agora maiores e mais saborosas” bananas da Madeira, de extrema importância para a motivação da produção nacional (e que más línguas defendem ter sido um meio de Pedro Passos Coelho ganhar tempo na…

  • Atualidade,  Informação

    A incógnita do próximo governo e o Presidente entre as flores da Madeira

    O próximo governo de Portugal continua a ser uma incógnita para o país, mas nas ruas cada partido lá vai puxando a corda para o seu lado. Do lado da esquerda, considera-se uma “irresponsabilidade” manter governo em gestão. A direita não se prenuncia. As declarações de Catarina Martins hoje, no Porto, vêm no seguimento do que disse o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, ontem, aos jornalistas, quando afirmou que também ele governou cinco meses em gestão e tomou decisões importantes para o país, não sofrendo este com uma governação minoritária, deixando o alerta das duas crises politicas que Portugal viveu em 1987 e em 2011. A líder bloquista considera…

  • Atualidade,  Informação

    Pedro Passos Coelho indigitado Primeiro-ministro

    Depois de 18 dias de contactos entre todos os partidos que estão representados na Assembleia da República, Cavaco Silva, Presidente da República, decide indigitar Passos Coelho como Primeiro-Ministro. Foram longos os contactos entre os 7 partidos que irão ser representados na Assembleia da República, havendo alguns consensos e outras discordâncias. Contudo, tendo em conta as conversas que foram surgindo, o Presidente da República (P.R.), Cavaco Silva, comunicou, na quinta-feira, dia 22 de Outubro de 2015, a sua decisão de indigitar Passos Coelho, líder do PSD e da PáF, para o cargo de primeiro-ministro. No comunicado ao país, o Presidente da República afirma: “Lamento profundamente que, num tempo em que importa…

  • Atualidade,  Informação

    Costa trabalha em “plataforma de governo”

    António Costa, secretário-geral do Partido Socialista, continuou nesta segunda-feira a ronda de reuniões técnicas com os partidos com acento parlamentar. Com o objectivo de encontrar uma solução que permita a formação de um governo, Costa reuniu hoje com o Bloco de Esquerda e com o Pessoas Animais Natureza. Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, afirmou, depois do encontro com Costa, que demorou perto de duas horas, que o “governo de Passos e Portas acabou hoje”, referindo-se assim à possibilidade de um acordo alargado da esquerda assente numa maioria parlamentar. Já o secretário-geral do PS referiu-se a este encontro como “interessante”. Da parte da tarde, Costa rumou à sede do…

  • Informação

    Cavaco Silva alertou para a crescente “apatia cívica” dos jovens

    “De uma vez por todas, é imperioso ter consciência da gravidade deste fenómeno e da necessidade premente de agir”, alertou o Presidente da República (PR) na cerimónia de encerramento da IV Conferência Internacional, Roteiros do Futuro, Portugal e os Jovens – Novos Rumos, Outra Esperança. O fenómeno é “a crescente apatia cívica” e indiferença dos jovens perante a política, considerando necessário que a sociedade e a classe política passem das “palavras aos atos”. Referindo-se aos resultados do estudo “Emprego, Mobilidade, Política e Lazer: situações e atitudes dos jovens portugueses numa perspetiva comparada”, apresentado sexta-feira por Marina Costa Lobo, Cavaco Silva defendeu ser necessário ter consciência da gravidade desta apatia cívica.…

  • Informação

    Presidente da República unido aos Media contra controlo editorial

    Cavaco Silva mostrou-se preocupado com os rascunhos da proposta de alteração da Lei da Cobertura Eleitoral. O Presidente da República reuniu na manhã de terça-feira com o director executivo da Plataforma de Media Privados, Luís Nazaré, que falou em “inquietações” do presidente face a este assunto. Luís Nazaré referiu a necessidade de mudar a lei que regula a cobertura jornalística das campanhas eleitorais antes do próximo acto eleitoral. Já nesta sexta os directores dos jornais, rádios e televisões portuguesas, incluindo os operadores públicos, Lusa e RTP, emitiram um comunicado conjunto a condenar a proposta que obrigava os Media a comunicarem com antecedência os alinhamentos informativos para o período da campanha…